Aprenda a cultivar rosas e camélias

20071
Aprenda a cultivar Rosas e Camélias
Aprenda a cultivar Rosas e Camélias

As Rosas e as Camélias são duas das flores mais belas que existem. Motivo de inspiração de poetas ou compositores, a verdade é que também você; pode deixar-se levar pelos seus encantos.

Rosas ou Camélias, qual das duas a mais bela?

A realidade é que as flores possuem um simbolismo próprio que muitos desconhecem, mas a verdade é que, e ainda sendo alguns de nós alheios a esse tipo de linguagem, ninguém resiste à contemplação morosa de um belo cenário de flores.

Aprenda a cultivar rosas e camélias

Hoje, vamos debruçar-nos sobre o cultivo de rosas e camélias, plantas em abundância em Portugal, e que se adequam com facilidade ao nosso solo, clima e temperaturas.

Como cultivar as rosas

A rosa deve ser cultivada num local onde o sol bata diretamente durante 6 ou 7 horas por dia. A luz solar deve incidir sobre a flor diretamente, para garantir o fortalecimento da mesma, embora não possamos esquecer que este local deve ser bastante arejado para prevenir o aparecimento e a respectiva multiplicação de certos fungos.

O solo

Ainda que as roseiras se adequam a qualquer tipo de solo, recomendamos o seu cultivo em áreas com boa drenagem e com solo um pouco argiloso.

O Ph do solo deve situar-se entre 6.5 e 7, e para ter a certeza que o solo é indicado basta medir o Ph com utensílios próprios à venda em casas de jardinagem.

Preparar o canteiro

Para preparar o canteiro corretamente, a terra deve ser cavada até cerca de 40 cm de profundidade. O espaço que vai deixar entre cada uma delas vai variar consoante o tipo de rosa que for plantar. Por exemplo, se for uma trepadeira é conveniente deixar um espaço de 1 ou 2 metros, daí que este cultivo só seja possível em zonas amplas.

Para canteiros e zonas mais pequenas recomenda-se o cultivo, por exemplo, de rosas rasteiras, que exigem uma diferença entre elas de apenas 30 cm.

A rega

Antes de florirem pela primeira vez, as rosas devem ser regadas diariamente em quantidades normais, mas após a primeira floração aconselha-se a rega semanal, de Inverno, e duas vezes por semana, de Verão.

Tome atenção por causa das pragas e dos ataques que as rosas podem sofrer, pois são o género de plantas propensas a estes riscos.

Como cultivar camélias

De origem asiática, e com características bem diferentes, a planta de que vamos falar em seguida é, por excelência, uma flor do Outono- Inverno: a camélia.

A altura ideal para o cultivo das camélias é a fase em que as temperaturas já não estão muito elevadas, sendo a sua a época de floração ideal na altura do Outono e Inverno.

O solo

As camélias exigem um solo muito rico do ponto de vista orgânico, mas não há dúvida alguma que também em vasos as camélias conseguem apaixonar qualquer um. Por isso, e no caso de as plantar em vasos, saiba que é imprescindível colocar no vaso uma parte com um composto orgânico rico por forma a satisfazer as necessidades inerentes à camélia.

Exposição solar

As camélias precisam apenas de algumas horas de sol directo, conseguindo adaptar-se bastante bem a temperaturas baixas.

A rega

Regue a camélia com bastante frequência, isto nos primeiros meses, podendo posteriormente começar a espaçar mais as regas à planta. O excesso de água poderá fazer com que surjam fungos e até mesmo algumas manchas nas folhas.

Pragas e doenças

Habitualmente, as camélias são fortes ao ataque de doenças, pragas, insectos, ou fungos, mas a verdade é que é necessário criar as condições para que elas mesmas criem as suas defesas.

As camélias são flores que duram bastante tempo, e mesmo que as compre numa florista facilmente constata que elas mantêm-se belas por muito tempo, isto desde que não lhes toque nas folhas. Muitos são os arranjos florais que exibem a presença das camélias, e a verdade é que as suas folhas resistem por muito tempo, além de toda a beleza e brilho inerente a esta flor.

Rosas ou Camélias são flores que podem embelezar harmoniosamente a sua casa, desde que lhes crie as condições necessárias para a sua sobrevivência.

No entanto, não esqueça que o cultivo em vaso e o respectivo cultivo em solo, por exemplo no seu jardim, tem pequenas diferenças entre eles. Daí que, deva tirar todas as dúvidas num estabelecimento direcionado para a área de jardinagem. Deixe que os outros se apaixonem pelo cenário inebriante que pode criar com estas flores!

Classificação
A sua opinião
[Total: 13 Média: 4]