O que uma Dieta não faz por nós

1451
O que a dieta não faz por nós
O que a dieta não faz por nós

E se um desconhecido de repente lhe oferecer flores? Isso é Impulse! Nem Impulse, nem meio Impulse, é porque estamos radiosas e transparecemos como nos estamos a sentir.

O que uma Dieta não faz por nós

Ás vezes basta o facto de termos passado semanas (infindáveis!!!! Pufff!) a fio a fazer dieta, completamente exasperadas a olhar para aquilo que queríamos realmente comer e que, nem sequer tocar podíamos.

E enfatizo o só “olhar”, porque por vezes apenas inspirar o ar vindo de algo doce, engorda (hehehe é claro que isto não está provado cientificamente, mas às vezes até parece!).

Mas estava eu a dizer que bastam aqueles kilinhos a menos para nos sentirmos com uma auto-estima completamente diferente, e isto vê-se! A atitude que temos para com o nosso corpo passa logo a ser outra, como também às vezes o tipo de roupas que usamos, é outro bem estar!

Finalmente a recompensa por este sacrifício estóico, ou seja por não enfardar tudo o que nos apetecia. Sim, porque nem a todos Deus bafejou com a sorte natural de serem magros e de poderem comer tudo o que lhes apetece sem nem uma graminha acrescentarem ao seu corpinho escultural, algumas de nós, senão a maioria, tem de fazer um esforço de se lhe tirar o chapéu para estar nos “trinques”, pelo menos no Verão!

Dietas, dietas e mais dietas, ginásticas, ginásticas, cremes, cremes e mais cremes para a temível, terrível praga da celulite e demais afins!

Pois é, semanas intermináveis em que mordemos os lábios e mudamos os nossos hábitos alimentares e em que estamos rodeadas de tentações (não, não era aquele grupo! Hehehe).

Temos de remar contra a maré, já não bastava ter de evitar de comer certas coisas, como também estamos rodeados de pessoas (que gostam de nós), que não percebem o que tentamos fazer.

Para além disso ainda somos bombardeadas constantemente por coisas deliciosas, ora pela TV, ora pelo Respectivo, que não aderiu à nossa causa tão nobre e que, não é por termos inventado mais uma, que se vai submeter a uma loucura destas chamada dieta. Ainda que ele, próprio já tenha um pneuzito (Michelin) à volta da cintura e que se estende até à barriga.

“Mas para que é que estás a fazer dieta se estás tão bem assim?” – indaga perplexo. É um fofinho e até é capaz de ter razão, mas o problema é quando nós não sentimos bem como estamos, não é?

Os nossos pais ou avós acham-nos com má cara e avisam-nos umas centenas de vezes ( e desta vez a palavra é usada no seu sentido literal, que é para terem a certeza que a mensagem é captada! Hehehe), que ainda vamos apanhar uma bulimia ou anorexia, no mínimo.

Bom, conseguimos manter-nos firmes, a primeira semana passa. Continuámos resolutas no nosso propósito. Chegou a hora da balança.

Nada, zipes, batatóides, rien, nichts, niente!!!! Tudo igual, já notamos na roupa qualquer coisa, mas devem ser umas gramas tão pouquinhas que nem se notam. Oh vida tirana!!!

Entramos na fase da negação “epá isto não é possível!! Tanto sacrifício para nada?”

Passa-se à fase da indignação “Então e aquelas sobremesas, pães com manteiga, os molhos, os bolitos, as batatas fritas que ficaram por comer?”

Segue-se a fase da Aceitação” OK, Ok, tenho de aguentar mais tempo, mais uns meses e a coisa vai lá!!!”, esta é a fase de aceitação sobre protesto, que leva a uma das possíveis etapas:

Bandalheira Total – “esquece aí, isto não leva a lado nenhum, só a mau humor”
Dar Tudo por Tudo – “ou vais a bem ou vais a mal” que passa por formas mais drásticas de luta, mais dieta, mais ginástica, mais sexo (oppppssssssss esta não era para dizer)

E não é que às vezes, com perseverança, um bom médico, exercício fisíco e força de vontade se vai lá? Podem crer que sim!

Por vezes o problema não é tanto chegar lá, ao peso desejado, é mantê-lo!!! Porque isso implica um grande esforço para o resto da vida quase!!! Salve seja Mas é quase assim!

As mulheres pensam muito no seu peso, os homens não! Para a maior parte das mulheres estar gordita não é nenhum tabu, mas nunca se fica muito contente, quando se encontra alguém e ela nos diz “Ai estás mais gorda, o que tens feito?”

O que é uma verdade é que os homens vêem a sua gordura como estabilidade, como boa vida, como serem “bom vivants” (perdoem-me o francês, que não tenho a certeza se se escreve assim!), que apreciam a vida e que a aproveitam.

Também é uma outra verdade que eles dizem para comermos se nos sabe bem e não nos preocuparmos, mas depois põem-se a “babar” pela Gostosa que passa ao lado, não é? Bom quanto a isso não se preocupem, porque olhar para as outras, eles fazem-no sempre, está nos genes e nem sequer vale a pena transformarmo-nos numa top model que ele olha para a outra do lado à mesma Hehehe

O que eu acho? Bom o que eu acho é nós temos de nos sentirmos bem e, se assim o é… Hurrah! Lembrem-se daquele anúncio “Se você se sentir bela, acham-na mais bela!!!”

Tenham um dia feliz!!!!!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]