Top tesouros de origem portuguesa de Fortunato da Câmara

1724
Top tesouros de origem portuguesa de Fortunato da Câmara
Top tesouros de origem portuguesa de Fortunato da Câmara
- pub -

Top tesouros de origem portuguesa: Sabia que na ilha da Madeira existe uma plantação de mangas de sabor celestial pousada no sopé de uma escarpa com 400 metros? Ou que na região norte de Portugal é possível encontrar mini-kiwis sem pele que se comem como uvas, enquanto na Beira Interior cresce o verdadeiro açafrão, plantado por um casal entusiasta!

Top tesouros de origem portuguesa

No Alentejo há um citrino japonês de eleição, e no Algarve pode saborear-se um iogurte de cabra serrana que faz as delícias de qualquer um…

É uma viagem à descoberta de produtos gastronómicos TOP – Tesouros de Origem Portuguesa que se faz também por sabores tradicionais como o bacalhau de cura amarela, os pastéis de Tentúgal, as carnes regionais, os enchidos à base de porco, legumes esquecidos ou pouco conhecidos como a cherovia, o calondro ou o limão «galego» dos Açores, e sem perder de vista sabores certificados com distinção como a meloa de Santa Maria, ou frutos à beira da extinção como as maçãs do Minho e o pêssego rosa de Colares.

Fortunato da Câmara, conceituado crítico gastronómico, leva-nos num roteiro apaixonante e delicioso em busca de alimentos TOP tesouros que nos revelam um lado pouco conhecido da nossa gastronomia – uma das maiores riquezas de Portugal.

Deixe-se guiar através de produtos certificados pouco divulgados ou que deveriam ter mais reconhecimento, descobrindo pequenos produtores que saindo da tradição produzem pequenas iguarias que merecem a nossa atenção. Além da história destes produtos, o autor explica-nos como saboreá-los e apreciá-los em “Momentos TOP”.

Um livro que nos apresenta “tesouros gastronómicos” que desconhecemos, e alguns que se podem perder se não explorarmos novos sabores e consumirmos de modo mais abrangente… “arriscando” em coisas diferentes!

- pub -

Fortunato da Câmara

Fortunato da Câmara frequentou o curso de Produção Alimentar em Restauração da Escola Superior de Hotelaria do Estoril. Iniciou-se na escrita de gastronomia há dez anos no Semanário SOL como crítico de restaurantes e cronista de história da alimentação.

É autor do livro “Os Mistérios do Abade de Priscos e outras histórias curiosas e deliciosas da gastronomia” (2013, Esfera dos Livros), premiado pela Academia Portuguesa de Gastronomia e os Gourmand World Cookbooks Awards.

Este importante concurso internacional na área da cozinha e gastronomia distinguiu também em diversas categorias os seus livros Alimentos ao sabor da história (2011), Viver Portugal com o Mediterrâneo à Mesa (2015), Manual para se tornar um verdadeiro gourmet (2015), e A vida e as receitas inéditas do Abade de Priscos (2016).

. pub .
Classificação
A sua opinião
[Total: 2 Média: 5]
- pub -