Quando o divórcio é a única saída de John D. Bieber

2043
Quando o divórcio é a única saída
Quando o divórcio é a única saída

Quando o divórcio é a única saída de John D. Bieber da Gradiva

Quando o divórcio é a única saída

O fim de um casamento é algo de extremamente doloroso para ambos os parceiros. É o fim de uma vida em comum e, acima de tudo, é o fim do sonho de uma vida partilhada para todo o sempre.

“Quando o divórcio é a única saída” é um trabalho de John D. Bieber, advogado na área dos divórcios, que pretende guiar os que passam por essa situação nos meandros das questões legais.

Ao mesmo tempo, são apresentados alguns dos erros mais comuns que se cometem e que apenas dificultam todo o processo, começando por uma análise às emoções, a maioria autodestrutiva ou a tentativa de ficar presa ao passado, às recordações e às sucessivas análises do “o que é que correu mal?!”.

A opção é ser sempre positiva face às situações que se colocam e não optar por encarar o divórcio como um campo de batalha, em que se levantam barreiras, cavam trincheiras e se disparam mutuamente mísseis.

Como é referido na nota prévia, assinada por Joana de Barros Baptista, o maior problema emocional de quem encara o divórcio é a fantasia que se cria em torno do casamento, adquirida através dos inúmeros romances de amor e de contos de fadas com as quais crescemos.

Cada vez mais a indústria dos divórcios é uma industria em crescimento, muito devido a que as pessoas não querem ou não conseguem conversar os seus problemas, o que leva a rupturas que parecem jamais poder ser reparadas. E como o autor considera que “no divórcio e na dissolução do casamento, toda a ajuda é pouca”, aqui fica este verdadeiro manual de sobrevivência.

Neste guia pode aprender o que deve e o que não deve tentar fazer no divórcio, como não pensar que é a primeira pessoa a quem tal acontece, vitimando-se para além do necessário.

Outros conselhos passam pelo evitar de pedir conselhos a demasiadas pessoas, uma vez que “cada cabeça, sua sentença”, o que apenas irá servir para lhe baralhar ainda mais as ideias e os sentimentos em relação a um processo já de si muito difícil.

Um dos conselhos essenciais é para que as pessoas que encaram o processo não se convençam que este será a resposta para todos os problemas, apenas porque passou a culpar o parceiro da sua infelicidade.

A par com vários conselhos mais práticos, como na escolha do advogado correcto, outros se impõem que têm a ver com a forma de enfrentar e sair com toda a sanidade mental do processo de divórcio, o autor apresenta também alguns casos interessantes que lhe passaram pelas mãos

O livro recebeu aplausos da crítica e é dedicado aos filhos dos pais divorciados, a parte a quem cabe a maior porção do sofrimento na ruptura.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]