Gestos de Cortesia, Etiqueta e Protocolo de Elizabete Vieira Canha de Andrade

2318
Gestos de Cortesia, Etiqueta e Protocolo
Gestos de Cortesia, Etiqueta e Protocolo

Gestos de Cortesia, Etiqueta e Protocolo de Elizabete Vieira Canha de Andrade da Texto Editora

Gestos de Cortesia, Etiqueta e Protocolo

Este pequeno livro, de Elizabete Vieira Canha de Andrade, é uma leitura interessante, pois nunca se sabe quando vamos dar de caras com um rei nipónico, perante o qual as mulheres não podem cruzar as pernas ou rir ou ainda apontar a biqueira dos sapatos.

Gestos de Cortesia … já vai na sua 6ª edição e ensina-nos algumas das mais básicas normas de educação e civilidade, para além de alguns pontos do protocolo praticado em Portugal. E conte também com as contradições que as diferentes culturas apresentam, porque se em Portugal, um presente recebido é para ser de imediato aberto, a norma é precisamente o contrário no Oriente.

Os casamentos e funerais são daquelas cerimónias pelas quais todos passamos um dia (nem que seja por nós próprias). Se a um funeral pode ir quem se achar nessa obrigação, já com um casamento a história é outra. A este só vai quem é convidado, e tenha cuidado se se tratar de uma cerimónia judaica, a qual é considerada sem validade se não houver um mínimo de dez presenças masculinas.

Na cerimónia católica, a noiva pode chegar atrasada e à saída dos noivos serem lançadas pétalas de rosa, para desejar sensibilidade e respeito mútuo, arroz para a felicidade e prosperidade e trigo para desejar fertilidade.

O local onde mais nos reunimos é à mesa e este livro ensina-a como sentar os convidados de cerimónia, cujo número não deve ultrapassar as 14 pessoas, que também não devem começar a comer antes da anfitriã. Comer com os dedos é falta de educação, mas pode comer as azeitonas e os rabanetes, desde que servidos em cocktails. Escusado será lembrar o mastigar com a boca fechada, porque a visão de comida mastigada só é agradável para o estômago do comensal.

Pode ainda ficar a saber como se escrevem cartas profissionais em português e inglês, para os mais diversos destinos, mas também que, por mais religiosa que seja, nunca deve escrever directamente ao Santo Padre mas sempre ao seu secretário.

Bastante útil é também saber quem tem precedência sobre quem, quer seja no elevador, quer seja num jantar de gala, ou até ao caminhar pela rua. E fique sabendo que numas escadas é sempre o homem que sobe à frente, principalmente se a senhora for de saias e desce também em primeiro, para a poder amparar em caso de queda.

Os cumprimentos também cumprem certas normas, seja na forma como a pessoa é apresentada, sem as clássicas e erradas fórmulas de Senhor Doutor, Professor e Engenheiro Silva, até ao beijo que deve ser superficial para não esborratar o batom ou lambuzar o contemplado.

Para as cerimónias oficiais também surgem alguns dados importantes, quer seja na colocação da bandeira nacional ou nos trajes a usar nas diversas ocasiões, até para não cometer erros como o de vestir de azul e branco perante visitantes muçulmanos porque estas são as cores da bandeira israelita.

Estes e muitos outros conselhos podem sempre vir a ser-lhe útil, mais não seja porque o saber não ocupa lugar. Uma última dica: se nunca sabe como sentar os passageiros no seu carro, fique a saber que o lugar de honra é o assento detrás do lado direito (o lado oposto do motorista).

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]