A linguagem é a minha pátria de Jorge Semprúm

897
A linguagem é a minha pátria de Jorge Semprúm
A linguagem é a minha pátria de Jorge Semprúm

A linguagem é a minha pátria, no Verão de 2010, Jorge Semprún dedicou-se a uma série de conversas com Franck Appréderis, seu amigo de há décadas, que deu origem a um programa emitido pela France Télévisions.

A linguagem é a minha pátria

De modo simultaneamente íntimo e pudico, Jorge Semprún regressa ao conjunto da sua obra, tanto literária como cinematográfica, e ao seu percurso político: resistente comunista deportado para Buchenwald, militante clandestino em luta contra o franquismo e ministro da Cultura de Felipe González.

Testemunha e actor das convulsões da história do século XX, fala com franqueza e simplicidade: «Tenho mais recordações do que se tivesse mil anos.» O relato ímpar da vida de um homem extraordinário. Uma revisitação do século XX por um dos mais empenhados protagonistas da história recente da Europa.

A linguagem é a minha pátria de Jorge Semprúm da Editorial Bizâncio

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]