Um Olhar Fotográfico na Figueira da Foz

1009

O Museu Municipal da Figueira da Foz apresenta uma mostra de fotografias de António Júlio Duarte. ‘Janela Indiscreta’ é o nome da exposição apresentada até 30 de Abril.

Esta exposição com a qual o Museu Municipal da Figueira da Foz congratula os seus visitantes, da autoria de António Júlio Duarte, dá pelo nome simbólico de ‘Janela Indiscreta’. Desde o dia 4 até 30 de Abril esta é uma visita a não perder, na Figueira da Foz, para os amantes da fotografia e do Japão.

A presente exposição foi organizada pelo Centro Português de Fotografia e apresenta um conjunto de imagens captadas no Japão, com o apoio de uma bolsa da Fundação Oriente. O título, inevitavelmente sugestivo, tem no seu motivo o facto do fotógrafo tê-la feito sob uma visão tipicamente ocidental.

Na realidade, o que o autor nos propõe não é mostrar o lado bizarro ou distinto de uma cultura, mas sim conhecê-la através de locais ou pessoas. Assim, o autor capta imagens de gestos de pessoas e de imagens revelando características delas mesmas. No fundo, as suas características não são mais que os traços da sua própria civilização.

Imagens do homem comum, mas que construiu uma civilização inteira, assim como retratos que soltam o que de mais místico e alquimista existe na ânsia de possuir as forças da natureza, é o que António Júlio Duarte trás até aos portugueses. Imagens verdadeiramente impressionantes, fruto de uma investigação intensa, de um país que revela os seus traços culturais através de imagens do seu povo.

Uma exposição no Museu Municipal da Figueira da Foz que estará patente até ao fim do mês, dia 30 de Abril. António Júlio Duarte é o seu autor, levando-nos a viajar pelos mistérios do Japão.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]