Carnaval no Rio de Janeiro, a festa brasileira ao rubro

2786
Carnaval no Rio de Janeiro, a festa brasileira ao rubro
Carnaval no Rio de Janeiro, a festa brasileira ao rubro

O Carnaval no Rio é uma grande festa com 4 dias de duração, que ocorre 40 dias antes da Páscoa. Ela começa oficialmente na sexta-feira e termina na terça-feira gorda com o início da Quaresma na quarta-feira de cinzas, após o que se supõe que todos se abstenham de todos os prazeres corporais.

O Carnaval com todos os seus excessos, celebrado como um acontecimento profano, pode ser considerado um acto de despedida aos prazeres da carne. Isso geralmente acontece em fevereiro, o mês mais quente no hemisfério sul, quando o verão do Rio está no seu pico.

Há celebrações de carnaval em praticamente todos os cantos do Brasil, sendo os mais conhecidos em Recife, juntamente com a vizinha Olinda e Salvador. Mas o Carnaval maior e mais famoso é, sem dúvida, o Carnaval no Rio de Janeiro.

Rio Carnaval  começa oficialmente na sexta-feira e termina na terça-feira Gorda. Caso tenha a oportunidade de ver de perto este esplendoroso Carnaval, não perca a oportunidade de participar de alguns dos inúmeros eventos que agitam o Rio de Janeiro no período pré-carnavalesco. Vale a pena!

História do Carnaval no Rio de Janeiro

Influências europeias e africanas

Os primeiros carnavais surgiram no início da década de 1640, com celebrações em homenagem ao deus grego do vinho, Baco, e também ao rei Saturno. Soldados e mestres trocavam de trajes, enquanto caíam em noites de folia com muito álcool.

Os romanos católicos, mais tarde, deram o tom para as celebrações de Carnaval atuais, com a festa antecedendo a Quarta-Feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma no calendário cristão.

Os portugueses trouxeram o Carnaval para o Brasil com um festival chamado Entrudo. O primeiro baile de máscaras realizado no Rio foi em 1840, com a polca e a valsa como principais formas de dança.

Os africanos, mais tarde, contribuíram com uma forte influência no Carnaval com a introdução do samba em 1917, que é hoje visto como um estilo musical brasileiro.

Samba – a essência do Carnaval

Enquanto os primeiros carnavais na Itália apresentavam diversos bailes de máscaras, onde os foliões usavam fantasias, foram os portugueses e africanos que mudaram o jeito com que o Carnaval era celebrado no Brasil. Muito do caráter do Carnaval do Rio pode ser atribuído aos escravos africanos, conhecidos por seu talento musical, que desenvolveram o samba.

Hoje, a magia e a emoção do samba só no Carnaval do Rio. Penas, ossos, grama e vários tipos de pedras eram partes integrantes das fantasias que você ainda pode ver no Carnaval do Rio da atualidade.

Folia desce ás ruas do Rio

Durante o século XIX, os bairros do Rio começaram a ter uma parte ativa nos desfiles de Carnaval, formando cordões ou grupos de pessoas lideradas por bandas que com percussionistas e outros músicos. Os seus ritmos contagiantes seduziam homens, mulheres e crianças a juntaram-se a eles ao longo do percurso, mesmo que não estivessem mascarados.

A competitividade logo transformou o espírito de celebração do Carnaval do Rio, com cada bloco vestido com fantasias coloridas e brilhantes a disputar a fama. No Carnaval do Rio, junte-se à folia, enquanto o seu bloco preferido desfila pelas ruas dos bairros do Rio.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]