Os Símbolos da Páscoa, conheça o seu significado

3808
Os símbolos da Páscoa
Os símbolos da Páscoa

A época pascal é uma das datas comemorativas mais importantes entre as culturas ocidentais. Trata-se de uma festa cristã, cheia de símbolos da Pascoa e que celebra a ressurreição de Jesus Cristo. Entre os cristãos, a semana anterior à Páscoa é considerada como a Semana Santa.

A origem do termo Páscoa

A palavra Páscoa advém do termo em hebraico Pesach, cujo sentido simbólico é de “passagem”. Tanto no significado judeu quanto no cristão, esta data relaciona-se com a esperança de uma vida nova.

A Páscoa está repleta de símbolos da Páscoa.

Entenda o significado de alguns deles:

Os ovos de Páscoa

Na antiguidade os egípcios e persas costumavam tingir ovos com cores da primavera e presentear os amigos. Para os povos antigos o ovo simbolizava o nascimento. Os ovos não eram comestíveis, como se conhece hoje. Era mais um presente simbólico.

O chocolate

As civilizações dos maias e astecas consideravam o chocolate como algo sagrado, tal qual o ouro. Os astecas usavam-no como moeda. Na Europa o chocolate aparece a partir do século XVI. Já os bombons e ovos, como conhecemos, surgiram no século XX.

Os coelhos

A tradição do coelho da Páscoa foi trazida para a América pelos imigrantes alemães. O coelho “visitava” as crianças e “escondiam” os ovinhos para que elas os procurassem.

No antigo Egito, o coelho simbolizava o nascimento, a vida. É também o símbolo da fertilidade e da abundância da vida.

O pão e o vinho

Na ceia sagrada, Jesus escolheu o pão e o vinho para dar vazão ao seu amor. Representando o seu corpo e sangue, o pão e o vinho foram dados aos seus discípulos para celebrar a vida eterna.

O cordeiro

Para os católicos, simboliza Cristo, que é o cordeiro de Deus, e se sacrificou em favor de todo o rebanho.

Porque é que a Páscoa nunca é no mesmo dia todos anos?

O dia da Páscoa é o primeiro domingo depois da lua cheia que ocorre no dia ou depois do dia 21 Março. A sequência de datas varia de ano para ano, sendo, no mínimo, em 22 de Março e no máximo em 24 de Abril, transformando a Páscoa numa festa “móvel”.

A Páscoa é aquela altura na qual a reunião da família é extremamente importante. Muitas pessoas rumam aos locais de nascimento para se juntarem aos seus nas vilas e aldeias de Portugal, em busca do nascimento de uma nova era.

Religiosos e não religiosos, celebremos a Páscoa nem que seja no sentido de renovarmos qualquer coisa nas vidas de cada um de nós e reunirmo-nos com toda a família.

Classificação
A sua opinião
[Total: 3 Média: 4.3]