Spy – Uma comédia a não perder

5562
Spy – Uma comédia a não perder
Spy – Uma comédia a não perder

Melissa McCarthy é sempre divertida e neste filme sobre espionagem, ela demonstra a sua versatilidade, enquanto nos diverte neste filme cheio de ação e cenas engraçadas.

A atriz norte americana que ficou famosa pelos seus papéis nos filmes IdentityThief (Vigarista á Vista) e The Heat (Armadas e Perigosas) está de volta no grande écran para o nosso deleite.

Em Spy, a atriz interpreta Susan Cooper, uma analista da CIA que é o braço direito de Bradley Fine (Jude Law), um agente estilo James Bond e por o qual Cooper tem uma enorme paixão.

O filme começa na Bulgária, onde o agente Fine está infiltrado numa missão para tentar localizar uma bomba nuclear. Susan é a sua arma secreta pois comunica com ele por auriculares e usando uma tecnologia que a permite avisá-lo de todos os perigos.

Susan é mantida na base da CIA como secretária e decide ignorar o facto de ela ser uma das melhores agentes quando fez a formação.

Quando Fine é assasinado por Rayna Boyanov (Rose Byrne), a filha de um traficante de armas bulgaro e a identidade de vários agentes é revelada, Susan decide entrar em activo para vingar a morte de Fine.

O filme continua com as tentativas hilariantes de Susan para se infiltrar nesta rede de tráfico de armas sem ser descoberta pois Rayna quer vender uma arma nuclear para destruir os Estados Unidos.

Passando por várias cidades europeias, Susan recebe diferentes identidades, para que não seja conhecida por ninguém, pois a CIA descobre que têm espiões duplos a trabalhar para eles.

Com a ajuda de Nancy (Miranda Hart) e Aldo (Peter Serafinowicz), Susan consegue tornar-se guarda costas de Rayna e está mais perto de desvendar o caso quando é descoberta.

Desde cenas de luta cheias de acção, as frases engraçadas de Aldo, este filme é algo a não perder este fim de semana.

Já se encontra nos cinemas NOS e é recomendado para maiores de 12 anos.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]