Como se deve preparar para os Testes de seleção de emprego

1879
Como se deve preparar para os Testes de seleção de emprego
Como se deve preparar para os Testes de seleção de emprego

Os testes psicotécnicos permitem à empresa traçar o perfil dos futuros empregados, escolhendo aqueles que mais se adaptam à função pretendida, são os testes de seleção mais comuns.

Testes de seleção de emprego

Dos processos de selecção fazem parte, muitas vezes, os testes psicotécnicos e as provas psicológicas. Estes são muitas vezes passados aos candidatos sem uma explicação da sua utilidade e das possíveis consequências que acarretam.

Para concursos públicos do Estado, são muitas vezes elaborados testes que abrangem áreas de cultura geral, matemática, geografia, etc., para a selecção das centenas de candidatos que se apresentam.

Se for contactada para efectuar um teste tente sempre saber de que se trata e na dúvida, umas horas de estudo também não lhe vão fazer mal.

Os testes psicotécnicos permitem à empresa traçar o perfil dos futuros empregados, escolhendo aqueles que mais se adaptam à função pretendida. Estes dados vão dar uma ideia, tanto dos traços de personalidade como das características de cada um.

Os testes de conhecimentos vão servir para a empresa ficar a par dos seus conhecimentos em diferentes áreas, dependendo da área de acção da empresa.

Os testes podem ser de aptidão, medindo a capacidade verbal e a utilização da linguagem, a capacidade numérica de utilização de números e afins e de capacidade lógica de raciocínio.

Normalmente são testes escritos, cronometrados e quase sempre com tempo insuficiente para responder a todas as questões de resposta múltipla. É uma forma de testar a capacidade de resposta em situações de tensão e de crise.

Nas provas de personalidade, é determinado o cariz psicológico do candidato, com a descrição dos traços mais marcantes, a análise dos sentimentos e comportamentos e as suas reações, assim como os seus valores e princípios. Neste tipo de provas tem de ser o mais rápida possível e responder segundo o primeiro impulso.

Para se preparar para estes testes, os factores mais importantes são: manter a calma antes e durante a sua execução, seguir com atenção as instruções dadas, e não hesitar em pedir explicações. Não perca muito tempo com uma questão que não conhece bem, volte a ela mais tarde.

Nunca comece um teste sem perceber primeiro os exemplos que lhe são dados e reflicta bem em cada questão.

De forma a obter uma boa classificação, tente saber se as respostas erradas contam negativamente. Se isso acontecer, responda apenas se tiver a certeza.

Tenha em mente que a maioria dos testes tem um tempo inferior ao necessário para a resposta a todas as questões, por isso não fique demasiado nervosa por não conseguir terminar a tarefa.

Os testes têm em conta as suas respostas certas e não a quantidade das que respondeu.

Os testes aplicados pelas firmas têm como vantagens serem iguais para todos os candidatos, o que permite uma igualdade de tratamento, mas causam demasiada tensão e são demasiado rígidos, não dando muitas oportunidades a corrigir algo que tenha feito mal.

Para mais, o factor individual, de saúde ou pessoal não é tido em conta. Não pode colocar no teste que as suas respostas não foram as mais correctas por estar doente ou porque tem um grave problema pessoal.

Tente encarar estas provas com calma e tenha em conta que, por vezes, os cargos para que concorre já estão preenchidos à partida e a rejeição da sua prova nada tem que ver com a sua falta de cultura ou de rapidez.

Se foi selecionada para o novo emprego, parabéns. Agora vem a fase de se adaptar à oportunidade que se lhe apresenta. E também aqui vão ficar umas dicas.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]