Febre provocada pelo seu gato, será a doença da arranhadela

2081
Doença da arranhadela dos gatos
Doença da arranhadela dos gatos

Nós sabemos o quanto adora o seu gato, mas sabia que existe uma doença que se manifesta a partir da arranhadela ou mordidela do gato?

É a doença da arranhadela do gato!

A ‘doença da arranhadela do gato’ é uma doença que, possivelmente, muitas pessoas não fazem a mínima ideia que existe. Provocada por uma bactéria denominada por ‘bartonella henselae’, este género de doença tem como a sua principal vítima as crianças, embora os adultos não estejam imunes à mesma.

Após a criança, ou o adulto, terem sofrido uma mordidela ou arranhadela de um gato ainda muito novo os sintomas começam a fazer-se sentir nos 3 a 10 dias posteriormente ao sucedido. Na pele surge um pequeno ‘botão’ avermelhado, precisamente na zona onde a pessoa sofreu a arranhadela ou a mordidela. Essa saliência, se é que assim lhe podemos chamar, mantém-se na pele por duas ou três semanas.

O problema pode atingir também os gânglios linfáticos regionais. Habitualmente, afecta os gânglios situados na axila, no pescoço, queixo, podendo mesmo atingir a zona da virilha. Este problema pode persistir durante dois ou três meses, e a presença de febre motivada pela arranhadela ou mordidela do gato é quase nula ou inexistente.

A aspiração do gânglio por agulha é a melhor opção nestes casos, e sempre que o problema denotar contornos mais preocupantes. Os antibióticos podem ser também uma alternativa, mas a verdade é que a sua utilização não é muito necessária caso se verifique que a situação é passageira e que não se vai agravar muito mais. Contudo, toda a atenção e cuidados são necessários.

As formas de avanço da doença são uma incógnita, pois nem sempre ela é tão inocente como aparentava ser de início. Por vezes, registam-se apenas pequenos ‘inchaços’ ou saliências na pele que passam rapidamente, mas em outros casos o problema tem tendência a evoluir e, às vezes, de uma forma mais rápida do que aquela que seria de esperar.

As brincadeiras com gatos devem ser devidamente controladas, especialmente se o gato for novo, pois é neste que reside o maior risco, e também se for uma criança a brincar com ele em vez de um adulto.

Os gatos devem estar sempre bem tratados, devidamente lavados e isentos de pulgas. Sempre que sofrer uma mordidela ou arranhadela de um gato desinfecte-a de imediato. E, escusa tentar encontrar respostas no comportamento ou no físico do gato para tentar perceber se ele padece ou não do problema, pois o gato, quer esteja ou não com a presença dessa bactéria, não vai apresentar qualquer sinal anormal.

Sempre que detectar alguma alteração na marca da arranhadela ou da mordidela não se iniba de recorrer de imediato ao médico, e contar o sucedido. O calor, o inchaço, alguma dor, ou vermelhidão, poderão ser os indícios de que essa pequena brincadeira com o seu gato pode trazer efeitos bem mais nocivos do que aqueles que estava à espera. E, não se esqueça, nunca deixe de vacinar o seu animal doméstico!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]