Sexo Virtual

12575
Sexo virtual
Sexo virtual

O sexo invadiu as ruas, as telas de cinema, a televisão, revistas e jornais. Mas, a invasão sexual dá-se também nos monitores dos computadores, sob a mão da Internet.

A Internet transformou-se numa verdadeira loucura para todos os seus utilizadores ou mesmo para os curiosos. Tudo se pode ver, pesquisar ou ter acesso na Internet, basta que para isso saibamos qual o endereço electrónico ou encontremos um bom motor de busca que nos leve até ao mundo do virtualmente real.

Desde pesquisar sobre factos históricos ou culturais, personalidades, astrologia, culinária, trabalhos académicos até a páginas pessoais de individualidades, tudo se encontra com extrema facilidade na Internet. E o sexo, como não podia deixar de ser, também está na Internet em força e parece ter vindo mesmo para ficar.

Tudo aquilo que tenha a ver com o mundo do sexo pode ser encontrado na Internet, sem sequer se fazer um grande esforço para esse efeito. Actualmente, pressupõe-se que existam mais de 3 milhões de sites destinados para esse efeito. O cúmulo de tudo isto é que, com o forte e amplo crescimento da empresa informática, surgiu um novo conceito que dá pelo nome de Ciber Sexo, apropriado para ter relações sexuais à distância.

O que sucede é que, com sistemas deste género transportadores de uma autêntica realidade virtual, recentemente surgiram potencias de hardware para explorarem o sexo à distância. Internet phones, luvas de alta sensibilidade, webcams ou aparelhos de sucção e vibração ligados ao computador, constituem as maiores novidades no mundo do sexo virtual.

Além do mais, fala-se ainda na existência de duas drives, cada uma com o formato dos orgãos genitais quer masculino quer feminino, com o objectivo de conferir para a realidade do momento, os movimentos do parceiro que se encontra no outro lado, quer seja no Japão, aqui em Espanha ou na rua ao lado da nossa.

Todavia, a indústria do sexo da Internet pode não levar por caminhos tão caros e intensos. O que acontece nos nossos dias é principalmente o fenómeno dos chats e da visita a sites de pornografia. Nos chats de conversação sexual, as pessoas entram com um nick name, um nome falso que as identifique, iniciando posteriormente a conversa com alguém que está do outro lado da linha. Normalmente, a conversa inicia-se com uma troca de palavras, seguindo depois para o caminho das experiências sexuais que ambos tenham vivido.

Nestas conversas que ocorrem em sites ou especiais de chat, a imaginação é tão ampla e a conversa tão intensa, que chega mesmo a haver masturbação pela parte de ambos os interlocutores, ou então apenas de um deles. As conversas centram-se nas já menciondas experiências, fazendo uma descrição minuciosa do corpo, quase como se a outra pessoa o pudesse ver, dando largas à sua capacidade imaginativa.

Neste sites de cariz puramente sexual, consegue-se encontrar de tudo e para todos os gostos. A pessoa que está a visitar o site, pode observar diversas fotografias ou então textos baseados no âmbito sexual. Para além da escolha entre a escrita e as imagens, dentro desta última variedade pode-se optar por fotografias profissionais ou então amadoras, e pode-se escolher qual a vertente sexual que se prefere: sexo anal, oral, transexual, lesbianismo ou gay.

Portanto, já sabe. Na Internet encontra-se e faz-se de tudo, basta ter dinheiro e instalar o devido material, para navegar no mundo do sexo virtual. A realidade virtual é uma caixinha de surpresas, e qualquer dia os humanos já nem reparam nos seus semelhantes ao passarem na rua.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 3]