Cuidados a ter na utilização dos óleos essenciais

0
1184
Cuidados a ter com os óleos essenciais
Cuidados a ter com os óleos essenciais

Os óleos essenciais são compostos voláteis extraídos das plantas por processos de destilação, compressão de cascas e nozes, assim como extração por solventes, daí a necessidade de exigirem certos cuidados.

Os óleos essenciais têm uma função terapêutica porque, apesar da aparente simplicidade, são constituídos por substâncias químicas poderosas, como antibióticos e anti-sépticos.

Cuidados a ter com os óleos essenciais

Ao usar um óleo essencial pela primeira vez, convém fazer um teste para verificar se a utilização deste provoca reação alérgica: misture uma gota do óleo que vai usar, numa colher de café, com Óleo de Amêndoas Doces e esfregue na dobra do cotovelo.

Se a pele avermelhar em 24 horas, significa que se é sensível ao produto e não se deve usá-lo.

Nunca use óleo essencial na sua forma pura. Para não irritar a pele, devem ser sempre misturados a uma base oleosa, como o óleo de amêndoas doces. Use uma quantidade pequena de qualquer óleo em qualquer tipo de tratamento.

Os óleos só devem ser usados externamente

Os óleos essenciais são inflamáveis, são para uso externo e não devem ser ingeridos.

Não aplicar sobre os olhos e mucosas. Em caso de contacto acidental dos óleos essenciais com os olhos, remover imediatamente com uma bolinha de algodão impregnada com óleo de amêndoas doces.

Nunca utilizar água porque ainda iria piorar a situação!

Conservação dos óleos essenciais

Feche sempre bem as tampas dos frascos (pois os óleos evaporam-se) e guarde-os num local fresco, preservando-os da incidência directa dos raios solares, outras fontes de luz e radiadores.

Conservação dos óleos

Mantenha os óleos essenciais fora do alcance das crianças, assim como de animais domésticos.

Tempo máximo de utilização

Os óleos essenciais são substâncias altamente concentradas que devem ser manipuladas com muita responsabilidade. Não se deve usar um mesmo óleo por mais de três semanas.

Se necessário, deve haver uma semana de intervalo entre uma nova aplicação a fim de aumentar a eficácia do tratamento.

O uso cuidadoso destas substâncias é imperativo, optando-se sempre por um excesso de zelo e nunca pelo contrário

Aplicação dos óleos durante a gravidez

Se estiver grávida ou se está a planear uma gravidez, não use os óleos sem os conselhos de um aromaterapeuta qualificado.

Nem todos os óleos são benéficos em todas as ocasiões, se está grávida, estes são os óleos essenciais que podem ser usados durante a Gravidez:

Se estiver grávida ou se está a planear uma gravidez, não use os óleos essenciais na gravidez sem os conselhos de um aromaterapeuta qualificado.

Os óleos essenciais são inflamáveis, são para uso externo e não devem ser ingeridos. Nunca use um óleo essencial na sua forma pura.

Para não irritar a pele, devem ser sempre misturados a uma base oleosa, como o óleo de amêndoas doces. Use uma quantidade pequena de qualquer óleo essencial em qualquer tipo de tratamento.

Óleos essenciais na gravidez

Os óleos essenciais que podem ser usados durante a gravidez:

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]