Maria Björn e a hipnoterapia

2321
Maria Nereu Björn
Maria Nereu Björn

Na mais remota Antiguidade, a arte de hipnotizar já era conhecida como uma terapia para as doenças. Na Caldeia, Egipto e na Índia, era parte de algumas ciências experimentais, consideradas secretas. Saber quais as vantagens desta terapia, foi o objectivo da conversa da Mulher Portuguesa com Maria Nereu Björn, hipnoterapeuta.

A hipnose foi utilizada por Freud como terapia de comportamentos desviantes, mas depressa passou a ser uma forma de entretenimento público, ficando conotada como uma ciência menor e até perigosa, por poder levar alguém a actos que não realizaria de forma consciente.

No entanto a realidade está bem longe desta imagem.

“A hipnoterapia já foi utilizada por psicanalistas no campo científico como um processo de cura de várias doenças físicas e estados psico-emocionais”, esclareceu Maria Björn. E é no campo emocional que esta terapia actua. “O ser humano tem três corpos: físico, mental e emocional. É através do corpo emocional que temos de educar o indivíduo a viver de forma saudável. Nós criamos as nossas doenças, e a maior parte resulta de estados emocionais, que nos levam a comer demais, a fumar, a beber, em busca de uma compensação. As medicinas alternativas deveriam servir para educar as pessoas a viver bem”.

Também os casos de excesso de peso podem encontrar as respostas através da hipnoterapia. “O hipotálamo possui um código genético com o peso que cada pessoa deve ter. Podemos controlar o apetite, porque este tem a ver com as emoções, ao contrário da fome, que tem a ver com as necessidades do organismo. O consumo exagerado de doces liga-se a um deficit emocional. A hipnoterapia permite o tratamento das glândulas endócrinas, quando o aumento de peso está aliado a condições emocionais” esclareceu a hipnoterapeuta.

O tipo de problemas que são tratados por esta terapeuta são do foro psicológico.

A hipnoterapia permite desmistificar as memórias que bloqueiam certos comportamentos, através da colocação do paciente num estado de relaxamento, que o ajuda a passar para o lado inconsciente da sua mente assegurou Maria Björn.

Apesar dos receios que muitos mitos possam ter suscitado, a hipnoterapia foi bem aceite no nosso país. Maria Björn trabalha sob a supervisão de um médico psiquiatra neste país, tendo já actuado em alguns hospitais no sentido de ajudar o paciente a relaxar para que a cirurgia corra melhor. Trabalha também em terapias de relaxamento durante o parto, em contacto directo com a mãe e com o bebé. É muito importante este contacto, porque um filho começa a criar-se vinte anos antes de nascer, e por isso também a mãe deve ser educada.

Nas medicinas, a hipnoterapia “ainda não alcançou um espaço próprio, não se enquadrando nas medicinas alternativas nem nas convencionais, apesar de ser utilizada nas terapias de comportamento”.

Actualmente a hipnose voltou a estar na moda por, supostamente, permitir a regressão a vidas passadas. Segundo Maria Björn é necessário muito cuidado com as regressões e com quem as faz.

As vidas passadas podem ser memórias genéticas, não estando nada ainda cientificamente provado. O ser humano a nível mental ainda utiliza apenas 10 a 15% das suas capacidades.

A hipnose é um estado de concentração focada, semelhante à letargia que experimentamos pouco antes de adormecer ou de acordar e a acção do hipnoterapeuta é apenas conduzir o acesso ao inconsciente ajudando a desmistificar memórias bloqueadoras induzindo novos registos.

O tratamento consiste, no primeiro passo, “em estabelecer a comunicação com o paciente. A primeira sessão vai levar a pessoa até à sua criança interior, porque muitos dos problemas tiveram origem na infância, até aos dez anos de idade, quando a criança trabalha em simultâneo com os dois lados do cérebro. Estruturamos a criança e o adolescente e reestruturamos assim o adulto. O problema é que muitas pessoas atiram as culpas dos problemas para as vidas passadas, o que está errado. É necessário tratar primeiro esta vida e depois as outras, se as houverem na realidade”.

Para Setembro ou Outubro está previsto o lançamento de um CD com um programa de relaxamento “Gestão do Stress”, a ser utilizado regularmente e que vai permitir à pessoa a focalizar-se na sua respiração utilizando a visualização criativa e enviando mensagens de cura para todos os sistemas endócrino, nervoso, celular, etc. Este CD será lançado em português e mais tarde em inglês.

Maria Nereu Björn formou-se em hipnoterapia clínica nos Estados Unidos tendo feito cursos iniciais na Inglaterra. É membro da Associação dos Hipnoterapeutas Clínicos da Califórnia.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]