Uma rapariga solteira no Dia de São Valentim

2425
Uma rapariga solteira no Dia de São Valentim
Uma rapariga solteira no Dia de São Valentim

O dia de São Valentim está a chegar e pelas ruas o amor já anda no ar. Vêem-se as mais sexy’s lingeries, lindíssimas montras e os restaurantes com menus apetitosos, e começa-se a pensar no que fazer para celebrar este dia tão especial, inclusivé as raparigas solteiras.

Rapariga solteira no Dia de São Valentim

Confesso que sempre tive uma opinião fixa sobre este dia. Para mim, este é um dia cheio de potencial criativo mas que por vezes se perde no meio de tanto consumismo. Na verdade, o São Valentim tornou-se num dia forçado.

Sou uma rapariga solteira mas esta condição não influencia a minha opinião, pois sou uma eterna romântica.

Dia de São Valentim ou Dia dos namorados

Mas, para mim, o amor é mais do que este dia. O amor é para ser celebrado sempre e de maneira mais inesperada possível. Gosto de um bom jantar, de um bom momento a dois, mas sobretudo gosto de ser surpreendida.

O dia dos namorados não é de todo uma surpresa. Passamos a semana toda a pensar no que vamos dar ao nosso namorado, como uma obrigação. No fim, acabamos por dar algo fútil que embora seja com sentimento é forçado.

Contudo, este é um dia que celebro com alguma graça. Não tenho o meu príncipe encantado para me dedicar as melhores e mais foleiras mensagens de amor mas aprecio ver o esforço e as imensas declarações amorosas que se fazem neste dia.

Tenhamos ou não namorado, este é o dia em que pensamos no amor com uma perspectiva diferente. O dia em que talvez aquela pessoa nos surpreenda, o dia em que talvez encontremos o verdadeiro amor. Nunca se sabe.

No fundo o dia dos namorados é um dia cheio de expectativa, mesmo para as raparigas solteiras e que ganha o seu valor por isso mesmo.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]