Crónica: A felicidade espreita a cada esquina

998
A felicidade espreita a cada esquina
A felicidade espreita a cada esquina

O conceito de felicidade varia e, nem sempre se pode estar feliz. Muitas das vezes, a felicidade irrompe apenas por escassos momentos, mas outras das vezes o seu tempo de permanência é duradouro. Porém, há que saber ser feliz.

A felicidade espreita

Indiscutivelmente, todas as pessoas querem ser felizes a todo o custo. A avidez por possuir a felicidade é tal que, muitas vezes, consegue-se esquecer do quanto se foi feliz no passado ou daquilo que se é no presente, simplesmente porque lhe falta uma peça do puzzle na sua vida.

Se olhar à sua volta certamente encontra motivos para ser feliz. Portanto, não há receitas infaliveis para se ser feliz ou formas medicinais, porque a felicidade parte de nós e da nossa luta pessoal. O problema aqui é que, se temos pouco se calhar até se é feliz, mas quando se possui bastante queremos sempre ir mais além.

Como as pessoas não se contentam com pouco, procuram o impossivel e as quedas no percurso que fazem, são muitas vezes dolorosas. Este é o retrato perfeito da sociedade que se vive, fruto da melhoria das condições, facilidades e liberdades alcançadas. Esquecer aquilo que se tem de bom à sua volta, é que é a verdadeira e real infelicidade.

No fundo o que se passa, é que deve abrir bem os olhos e olhar à sua volta. Seja realista e viva o presente o mais que conseguir, não se preocupando desnecessariamente com coisas ridiculamente fúteis. Se preciso, procure novos interesses e formas de distração para se apaixonar por elas. Nas alturas de depressão, se há coisa que não deve fazer é analisar a sua vida, porque isso fará com que se sinta ainda pior.

Para se ser minimamente feliz, é necessário ter bem presente que a sua vida é só sua, o que implica que a dos outros, à partida, não é igual. Como há pessoas em melhores condições que você, existirão também outras em piores circunstâncias. Seja prudente e, não queira atingir todos os seus objectivos de uma só vez. Afinal, saber esperar é uma virtude.

Ponha de parte todo esse negativismo que a preenche, e pense em coisas agradáveis que a façam sorrir. A felicidade é feita de pequenos momentos e para isso, deve saber criar a sua da melhor forma possivel. Existem algumas coisas que a podem fazer feliz: tomar um belo banho de espuma, passear pela praia, rir com os amigos, apanhar sol ou ler um bom livro. São coisas simples, mas que a descontraem bastante.

A felicidade observa-se no brilho dos olhos, aumentando a auto-estima, confiança, o optimismo e a motivação. Se sentir algum desconforto, tristeza, lentidão, e falta de iniciativa, é provavel que esteja infeliz com alguma situação. A solução será encontrar novas formas de felicidade, por si mesma.

Aprenda a apanhar a felicidade e a guardá-la consigo, ao mais pequeno sinal. Pode de início não o compreender, mas com o tempo perceberá se vale ou não a pena, conservá-la. Tente ser feliz descontraidamente sem procurar a felicidade pois, quanto mais corre atrás dela mais ela lhe fugirá. Do nada ou do acaso, a felicidade faz-se sentir e bate à sua porta. Precisa é de a ter devidamente aberta.

Cronista da Mulher Portuguesa: Ana Amante

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]