Paixões reais de Eduardo Nobre

654
Paixões reais
Paixões reais

Paixões reais de Eduardo Nobre da Quimera

Paixões reais

Da autoria de Eduardo Nobre, PAIXÕES REAIS é o mais recente título publicado pela Quimera Editores. Dez pequenas histórias revelam os amores reais, escondidos ou disfarçados nas páginas da História.

Um livro apaixonante que vai fazer as delícias dos curiosos, e atrair todos os que procuram a leitura agradável de uma escrita com sabor a crónica e que é fruto de um rigoroso trabalho de investigação.

Os segredos de Estado e os segredos de alcova têm muito em comum. Uns como os outros têm o melhor do seu fascínio na possibilidade de, um dia, vir a ser revelados.

Centrando-se num período histórico que medeia do início de Oitocentos às duas primeiras décadas do século xx, este livro aborda 10 diferentes temas com um denominador comum – a referência a ligações amorosas de pessoas da Família Real portuguesa que pela sua polémica e/ ou envolvimento, constituíram factos relevantes na vida nacional, na sociedade da época ou, no mínimo, no percurso humano dos intervenientes.

Mais que espreitar para dentro da vida privada desta ou daquela personalidade histórica, em PAIXÕES REAIS tenta-se fazer um certo retrato de cada um dos factos e da sua época.

Seis destes temas agora coligidos em livro foram publicados na revista do semanário Expresso, nos meses de Outubro e Novembro de 2001. Alguns deles, por razões de espaço ou tipologia de leitura, foram divulgados em versões mais curtas das agora editadas em livro.

O autor: Eduardo Justo Nobre tem 53 anos e é publicitário na McCANN. Investiga e escreve sobre temas históricos, especializando-se em História da Família Real Portuguesa, em Armaria e História Militar.

Tem colaboração dispersa sobre estes temas, com dezenas de artigos de fundo publicados, quer em jornais diários, quer em publicações periódicas. Mais recentemente assinou colaboração nos jornais Diário de Notícias e Expresso.

Coleccionador de Armaria e Memorabilia da Casa Real e da Família Real Real Portuguesa, utiliza a sua própria documentação na ilustração dos seus trabalhos.

É autor dos livros: Novo Calão Português (1979, Casa do Livro), O Calão – Dicionário de Gíria (1980, Casa do Livro) e Dicionário de Calão (1986, Círculo de Leitores e Dom Quixote) (Reed. actual., 2000, Dom Quixote).

É co-autor dos livros: Publicidade e Comunicação (1994, Texto Editora), (Reedição em 1999, com novo capítulo do autor) e Antes e Depois da Pólvora (2000, Museu Municipal Santos Rocha).

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]