O Vampiro Armand de Anne Rice

843
O Vampiro Armand
O Vampiro Armand

O Vampiro Armand de Anne Rice da Publicações Europa-América

O Vampiro Armand

Armand é um vampiro já bem conhecido dos leitores de Anne Rice. É altura de ser ele próprio a contar a sua história, num livro que ele próprio intitula de ‘Sinfonia para Sybelle’.

No livro que encerra as Crónicas do Vampiro, iniciadas com ‘Entrevista com o Vampiro’(sim, esse mesmo Lestat interpretado por Tom Cuise), Armand, um dos mais antigos vampiros do mundo, mas eternamente jovem e belo, descreve a sua vida invocando mundos deslumbrantes para recordar o seu passado como humano e a sua transformação em ser das trevas, a pedido de David.

Desde a sua primeira aparição no mundo dos vampiros criado por Anne Rice, Armand tem sido um mistério e uma atracção para quem lê as Crónicas de um mundo totalmente diferente mas tão próximo do nosso.

Agora é altura de viajarmos com este vampiro através dos séculos até à Kiev russa da sua infância, uma cidade em ruínas sob o domínio mongol de onde é raptado e vendido como escravo, a sua saga passando entre as mãos de vários senhores, até ser comprado por Marius, o mais antigo vampiro, que se esconde entre os homens como um pintor misterioso e recluso e que irá conferir a Armand o dom do sangue vampírico.

Passando por cenários do máximo luxo, da elegância das sociedades altas, emboscadas e incêndios e adoração do Demónio, as cenas vão correndo até Paris do século XIX e Nova Orleões deste século.

À medida que a acção vai avançando, Armand fica cada vez mais desperto da opção que terá de tomar, escolher entre a imortalidade na escuridão ou a salvação da sua alma, opção que muitos outros vampiros terão também de tomar.

Anne Rice é uma das mais conhecidas escritoras da actualidade, especialmente desde a adaptação ao cinema de ‘Entrevista com o Vampiro’. Numa linguagem romântica e sensual, ficamos a conhecer mais uma das personagens da galeria vampírica desta autora.

Mais uma edição da Europa-América na colecção de ‘Obras de Anne Ricce’, a não perder para completar esta obra única dos nossos dias.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]