Nós, as mulheres – Não tenho um minuto de sossego de Maitena

705
Nós, as mulheres - Não tenho um minuto de sossego de Maitena
Nós, as mulheres - Não tenho um minuto de sossego de Maitena

Maitena presenteia-nos com mais este volume hilariante da série Nós, as Mulheres. Não tenho um minuto de sossego, publicado entre nós pela Editorial Presença, este livro é mais outra contribuição genial para a nossa saúde mental, ou não fosse o riso o melhor remédio para os nossos problemas: confere-nos um óptimo aspecto, não é pecado e além do mais não engorda.

Não tenho um minuto de sossego

Diz-se que rir é o melhor remédio para todos os males. Na verdade, ao ler as tiras de Nós, As Mulheres, a boa-disposição vai desarmar os feitios mais resistentes ao humor.

Dirigida sobretudo ao público feminino, mas não desprezando o sector masculino que pode encontrar nesta colecção um precioso guia para desavenças familiares de todo o tipo, esta coleção levanta o véu àquelas situações embaraçosas escondidas a sete chaves no cofre dos pensamentos.

Maitena torna públicos estes pensamentos revelando ao mundo o calvário por que passa a mulher moderna, atormentada pelas inúmeras tarefas pessoais e profissionais que compõem o seu dia-a-dia e que não lhe dão um minuto de sossego!

E para medir o seu grau de perturbação, ou melhor de inquietação, este livro inclui um teste para ver até que ponto vai a confusão que se apoderou da sua vida. Boa sorte!

Maitena Burundarena

40 anos, Buenos Aires, Argentina. Casada e com três filhos, foi mãe aos 17 anos, aos 24 estava divorciada e só aos 30 conheceu as luzes da ribalta com a criação de Mujeres Alteradas, tiras agora publicadas em álbum com a chancela da Presença sob o nome de Nós, As Mulheres.

Maitena fez um pouco de tudo para ganhar a vida: ilustração gráfica para diferentes jornais e editoras, guiões de televisão, ilustrações em livros escolares e assinou ainda bandas eróticas em revistas como a “Humor” e “Sexhumor”

A autora tem actualmente uma página semanal de humor na revista argentina Para Ti, reproduzida em diferentes suplementos como EI País, (Espanha), La Stampa (Itália), Le Figaro (França), EI Universal (México), EI Mercurio (Chile), EI Nacional (Venezuela) e EI País (Uruguai).

Atingindo um verdadeiro sucesso de popularidade e vendas noutros países com esta colecção, Maitena prima pela originalidade com que retrata o universo feminino da mulher moderna que vive atormentada pelas pressões domésticas e profissionais.

Em Portugal a revista dominical do jornal Público tem publicado esta série mantendo o título original. Mujeres Alteradas. Nós, As Mulheres tem previstos mais três títulos, estando o próximo agendado para Dezembro ( Sou Louca por Compras).

Comentários da imprensa

“Em banda desenhada, a cartoonista lança um olhar corrosivo, terno e bem humorado sobre o universo feminino. Uma maravilha!”- A CAPITAL (Paula Macedo)

“Com uma receita simples e bem temperada Maitena caiu no goto de uma multidão de leitores” – DIÁRIO DE NOTÍCIAS (João Miguel Tavares)

” Maitena é tudo menos feminista, porque a acidez do seu humor não escolhe género: homens e mulheres são igualmente maltratados” ~ DIÁRIO DE NOTÍCIAS (João Miguel Tavares)

” As compilações em livro da série Mulheres Alteradas (…) já venderam cerca de 250 mil exemplares em todo o mundo”, PÚBLICO (Dulce Furtado)

“Os textos são lúcidos e simples, e escorados num estilo gráfico muito pop”, PÚBLICO (Dulce Furtado)

” As influências têm-as em Sergio Langer, Fontanarrosa, Ralf Koening e Claire Bretecher. E no seu compatriota Quino, claro”, PÚBLICO (Dulce Furtado)

“(…)Espontânea e directa, Maitena não pretende ser um espelho que reflecte a realidade. Pelo contrário, ela pega na realidade, com espelho e tudo, e atira-nos com ela à cabeça.” – QUINO citado por Maria Gabriel Sousa in TV GUIA ”

COMENTÁRIOS IMPRENSA ESTRANGEIRA

” As Mujeres Alteradas de Maitena são mais corrosivas e sarcásticas que Bridget Jones e revelam a condição feminina com ironia e perspicácia”. – “EL MUNDO”

“Mujeres Alteradas são umas Mafaldas crescidinhas, com problemas de peso e algo histéricas…” – “EL PAÍS”

” Ácida e iconoclasta Maitena desenha um panorama feminino muito, mas mesmo muito acertado”. – MUJER 21

” Mujeres Alteradas 5 é uma recompilação das páginas satíricas de Maitena, a lúcida e implacável analista das relações mulher-homem. Um total de 86 situações, não sei qual a mais divertida, para reviver momentos inesquecíveis na vida quotidiana de qualquer uma”. – LEER Extra Navidad 2001

“Mulheres Alteradas é um livro que todos os homens deveriam ler para saber um pouco mais sobre as mulheres e que todas as mulheres deveriam consultar em momentos de crise para aliviar os seus problemas. Ironia e humor sobre os mil problemas do quotidiano”, – MAITENA in GUIA DEL ÓCIO BARCELONA

“Como todos os grandes humoristas, sou uma pessoa muito dramática”. – MAITENA

Divirta-se em www .maitena.com.ar

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]