Homero de Pierre Carlier

1628
Homero de Pierre Carlier
Homero de Pierre Carlier

Homero de Pierre Carlier da Publicações Europa América. Que figura histórica esconde o nome de Homero?

Os antigos, que não duvidavam da sua existência, consagraram-lhe inúmeras biografias, segundo as quais Homero teria morrido de desespero por não ter sabido decifrar um enigma apresentado por crianças, como se a sua morte simbolizasse a vaidade de toda a sabedoria…

Actualmente, Homero continua a ser um grande enigma para os historiadores. Porém, graças aos progressos da arqueologia, há cada vez mais dados sobre a época em que A Ilíada e a Odisseia foram compostas. É provável que as duas epopeias tenham sido compostas por autores diferentes.

Inspirando-se em histórias lendárias que remontam à civilização micénica, transmitidas por gerações de bardos, os autores adaptaram-nas ao espírito do seu público, nem sempre tendo em mente o seu sentido original.

Homero

Esta obra reconstitui a génese dos poemas homéricos e convida-nos a relê-los enquadrando os grandes episódios na história da Grécia Antiga. Demonstra, em particular, que a sociedade e a civilização material descritas na Ilíada e na Odisseia são praticamente equivalentes, embora a função dos deuses e a ideologia real revelem profundas divergências.

Em moldes próprios, os poemas homéricos são testemunhos históricos, ainda que se possa duvidar dos acontecimentos narrados: é inútil procurar a oliveira de Ítaca à sombra da qual Ulisses conversou com Atena, porém, a familiaridade do herói e da deusa dá-nos uma indicação preciosa sobre as mentalidades.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]