Capitães de Areia de Jorge Amado

1012
Capitães de Areia
Capitães de Areia

Capitães de Areia de Jorge Amado da Publicações Europa América

Capitães de Areia

Aos 89 anos Jorge Amado partiu para sempre. Da sua vasta obra literária, destacamos ‘Capitães de Areia’, um romance sobre as crianças abandonadas nas ruas de Salvador.

O escritor baiano mais famoso do mundo levou o seu país além fronteiras com as suas obras literárias. Ao longo dos anos, sempre fiel às suas raízes, Jorge Amado levou consigo, no coração e nos livros, a Baía, cenário que escolheu como pano de fundo para as suas obras.

Em ‘Capitães de Areia’, uma vez mais, encontramos a Baía, desta vez com um pano de fundo preciso: as ruas de Salvador. E, é nas ruas de Salvador, sob o cenário dramático da pobreza que prolifera nos seus recantos, que o leitor vai ao encontro das crianças abandonadas desta cidade.

Na história sente-se a amargura e tristeza destas crianças, chegando a impressionar o leitor mais insensível. Histórias terrivelmente reais, mais igualmente ternurentas, de crianças que precisam ser adultos para vencer mais uma batalha existencial.

Sem pudor, ou meias medidas, Jorge Amado soube ser soberbamente frio, mas também humano, em ‘Capitães de Areia’.

Nesta obra, o leitor encontra em cada menino um capitão, um ser determinado que a vida obrigou a tornar-se adulto muito antes do que era previsto. É na pintura literária de um real verídico que reside toda a nobreza, qualidade e grandiosidade das obras de Jorge Amado.

O escritor levou a Baía até ao mundo. Não a inventou, mas projectou-a ao mundo com as suas palavras e a sua arte de rescrever o real. Deu à Baía, nos seus livros, as cores que qualquer pessoa por lá encontra, perfumou-a com um odor apenas sentido na literatura, trouxe lutas, sonhos, personagens sociais, para as páginas dos seus livros e fez com que todos pudessem conhecer a terra do escritor.

Os seus livros foram também motivo de inspiração para o cinema, teatro e televisão. Além do mais, criou também inúmeras personagens características, reconhecidas no Brasil inteiro, como Dona Flor, Tieta, Gabriela, ou o bêbado Quincas. Respeitado por todos, Jorge Amado viu ainda em vida a importância de toda a sua obra.

‘Capitães de Areia’ é considerado uma verdadeira relíquia literária, onde o lado humano do livro e o retrato profundamente cruel da vida destas crianças povoa cada página.

Editado pelas Publicações Europa América, que durante cerca de 40 anos editaram os livros do escritor baiano entre nós, ‘Capitães de Areia’ é uma das leituras que lhe recomendamos vivamente. Só assim compreenderá o porquê do seu sucesso!

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]