Prevenção contra o bug: uma passagem de ano descansada

1497
Bug do ano 2000
Bug do ano 2000

Ponha em prática alguns conselhos que evitarão que o bug do ano 2000 interfira no seu bem estar. Divirta-se na passagem de ano e entre no novo milénio sem preocupações!

Bug do ano 2000

O famoso bug do ano 2000 anda ainda a preocupar meio mundo. Actualmente estamos, em todos os aspectos, dependentes da tecnologia. E uma ameaça ao seu funcionamento vem sem dúvida por em causa o nosso bem estar, nas mais diversas áreas.

Quando falamos em bug referimo-nos à incapacidade de alguns sistemas de reconhecerem a data de 1 de Janeiro de 2000. Esta incapacidade pode implicar não só o mau funcionamento (ou o não funcionamento) de diversos serviços como também a perda de informação contida nas bases de dados.

Uma vez que todos os serviços e infra-estruturas básicas da nossa sociedade funcionam à base de sistemas informáticos, é claro que a ameaça do bug levanta sérias preocupações. No entanto, é preciso recordar que há mais de um ano que os nossos serviços têm estado a preparar-se para entrar no ano 2000 sem problemas e, mesmo que os problemas surjam, serão mínimos e de rápida resolução.

Assim sendo, não há motivo para entrar em pânico e deixar de aproveitar a entrada no ano 2000 da forma mais divertida possível. Basta que tenha em atenção alguns conselhos e tome algumas precauções para que o efeito do bug não se torne um incómodo. Fique então a saber com que pode contar e o que terá de fazer em relação aos serviços mais importantes:

Dinheiro

Convém levantar algum dinheiro (o suficiente para uns 3 dias) algum tempo antes da passagem de ano – se só se lembrar disso no dia 31 o mais provável será encontrar as caixas Multibanco vazias. O ideal será não recorrer ao Multibanco durante o fim de semana.

Convém ir a um balcão do seu banco, levantar o dinheiro de que precisa e pedir o extracto da sua conta. Depois disso, não faça levantamentos nem depósitos pelo menos até ao dia 3 ou 4 de Janeiro. Durante a noite de dia 31 e nos dias que se seguem, evite usar o seu cartão de crédito.

Transportes

Por precaução, os transportes públicos na cidade de Lisboa não estarão disponívies nos moldes habituais durante a noite da passagem de ano. O metropolitano vai encerrar antes da meia-noite e não há ainda horário marcado para a sua reabertura. Os eléctricos também vão parar às 22h do dia 31, para prevenir situações de engarrafamento caso haja algum problema de falta de electricidade. Os serviços do metro e dos carros eléctricos serão garantidos por autocarros da Carris.

Relativamente aos aviões, foram também tomadas as devidas precauções. Muitas companhias aéreas não vão voar na noite de dia 31 e sabe-se já que, à meia noite, não estará no ar nenhum avião de nenhuma companhia aérea portuguesa.

Recomenda-se vivamente que encha o depósito do seu carro com a devida antecedência (não se esqueça dos depósitos de óleo e água). As bombas de gasolina de serviço permanente garantem o seu funcionamento, mas é provável que o volume de consumo na noite de dia 31 esgote os depósitos dos postos de abastecimento. Atenção ainda para um pormenor importante: os sistemas de travagem ABS de alguns carros poderão falhar devido ao bug. Tenha muito cuidado se andar na estrada.

Água e electricidade

A EDP e a EPAL garantem que os seus sistemas estão imunes à acção do bug, portanto não se prevêm quaisquer alterações ao nível da distribuição de água e de electricidade. De qualquer forma, ambos os serviços dispõem de planos de recurso imediato caso algo corra mal, ao contrário do que está previsto.

Assim, e mesmo que haja algum problema, a sua resolução será quase imediata, pelo que não há grande motivo para preocupações. Pelo sim pelo não, e se preferir, tenha em casa algumas garrafas de água potável e algumas velas ou lanternas com pilhas. Só para não sentir sede nem ficar às escuras por algumas horas – relembramos que esta situação não está de todo prevista pelos serviços.

Tecnologia e comunicações

Já é mais que sabido, mas não custa relembrar: não tenha o seu computador ligado durante a noite da passagem de ano. Desligue-o no dia 31 e não volte a ligá-lo antes de dia 2. Se o seu computador não estiver preparado para a mudança de data (se tiver sido comprado há mais de 3 anos é provável que não esteja), poderá sofrer danos graves se estiver ligado à meia-noite do dia 31.

Tome as mesmas precauções se tiver em casa faxes e/ou atendedores de chamadas. Os serviços telefónicos da rede fixa já foram devidamente testados pela Portugal Telecom e encontram-se a postos para passar para o ano 2000 sem quaisquer problemas.

O mesmo acontece com as redes móveis, no entanto, é natural que as linhas fiquem sobrecarregadas devido ao elevado número de chamadas efectuadas nessa altura, portanto não se admire se não conseguir fazer uma ligação. No entanto, isto não tem nada a ver com o bug, apenas com a sobrecarga dos serviços.

Outros serviços

Lembre-se que actualmente as seguradoras funcionam de forma inteiramente informatizada, portanto convém que tenha em casa uma cópia das suas apólices de seguro (não vá o bug atacar a sua seguradora). Evite também fazer qualquer participação à seguradora entre o dia 31 e o dia 3.

Procure não recorrer ao serviço de correios durante esta altura, uma vez que também estes dependem do bom funcionamento informático. Relativamente aos serviços de saúde, não há motivo para preocupações: os hospitais encontram-se a postos para dar resposta às situações de emergência que surgirem na passagem de ano, e não serão efectuadas cirurgias entre os dias 28 de Dezembro de 3 de Janeiro.

Uma vez que muitos estabelecimentos poderão encontrar-se fechados durante a passagem de ano, certifique-se de que tem em casa comida que chegue para 3 dias.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]