118 anos de Jardim Zoológico

1188
118 anos de Jardim Zoológico
118 anos de Jardim Zoológico

118 anos de Jardim Zoológico

Nasceu a Comissão Fundadora, em 1883, e o Jardim Zoológico foi inaugurado a 28 de Maio de 1884, nas suas primeiras instalações no Parque de São Sebastião da Pedreira.

Foi em 1882, no reinado de D. Fernando II que surgiu a ideia de criação de um “Jardim Zoológico e de Aclimação em Portugal”, algo de único na Península Ibérica, numa iniciativa de Pedro van der Laan e José Thomaz Sousa Martins.

Nasceu a Comissão Fundadora, em 1883, e o Jardim Zoológico foi inaugurado a 28 de Maio de 1884, nas suas primeiras instalações no Parque de São Sebastião da Pedreira, num espaço cedido em regime de gratuitidade por cinco anos, prorrogados por mais cinco, para além do aluguer por 19 anos dos terrenos da parte norte do Parque.

A primeira mudança do Jardim aconteceu em 1894, após a morte de um dos proprietários do Parque, sem que os herdeiros tenham tido a vontade de renovar o contrato, passando então para um terreno deserto na Palhavã.

A boa vontade de muitos levou a que, em 1905, o Jardim voltasse para um lugar mais digno, na Quinta das Laranjeiras, oficialmente aberto a 28 de Maio desse ano, vinte e um anos após a primeira inauguração.

Os primeiros anos tiveram uma grande afluência que foi diminuindo gradualmente, o que trouxe dificuldades financeiras para o Jardim, pelas grandes despesas implicadas na manutenção e compra de novos animais. Os subsídios da Câmara Municipal de Lisboa e o aumento do preço das entradas proporcionaram um maior desafogo económico, que permitiu, por sua vez incrementar as condições do parque.

O ano de 1974 trouxe vários problemas, que se iriam prolongar até à década de oitenta, com o corte de subsídios e a diminuição do número de visitantes. A falta de verbas para pagar os ordenados e para a alimentação dos animais tornou ainda pior a situação do Jardim, também necessitado de obras urgentes.

Quando a opinião pública se apercebeu do estado em que o Jardim Zoológico se encontrava, quase uma década depois, diversas acções de solidariedade tiveram lugar. A Câmara Municipal de Lisboa assumiu o pagamento do consumo de água, foram estabelecidos protocolos com diversas entidades para a concessão de subsídios, que vieram resolver os problemas.

A publicidade e a adopção de animais por diversas entidades públicas e privadas e alguns meios de comunicação social, assim como a introdução de uma sala de Bingo, vieram ajudar às finanças do parque.

Puderam ser assim realizadas obras de melhoramento nas instalações dos animais, e que permitiram ao público um melhor visionamento das espécies, assim como a introdução de novos animais e do espectáculo, sempre fascinante, dos golfinhos, tornando-o um dos melhores Zoológicos mundiais.

PARA O FUTURO ESTÃO PREVISTAS OBRAS PARA MELHOR ACOLHER ANIMAIS COMO OS FELINOS E OS GRANDES PRIMATAS.

SE QUER PROPORCIONAR AOS SEUS FILHOS UM DIA BEM PASSADO, APROVEITE A OPORTUNIDADE QUE O JARDIM ZOOLÓGICO LHE DÁ DE VIAJAR PELO MUNDO DA FAUNA E FLORA E DIVIRTA-SE, APRENDENDO.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]