A história do famoso Papai Noel, o velhinho das barbas brancas

1389
Papai Noel e as renas do Pai Natal
Papai Noel e as renas do Pai Natal

Se acredita no Papai Noel, não leia este artigo, agora se acredita que o velhinho Pai Natal de barbas brancas e fato encarnado é obra da Coca-cola então conheça toda a verdade.

A figura do Papai Noel

A figura do Papai Noel é uma das principais personagens do Natal  conheça melhor a origem deste velhinho tão carinhoso que faz sorrir todas as crianças do mundo.

A origem do Pai Natal

Diga-se ainda, no que toca aos anúncios de refrigerantes, que a primeira marca a usar o Pai Natal foi a White Rock Beverages, em 1915, para promover a sua água mineral.

O primeiro anúncio da Coca-cola com o Pai Natal é de 1930 e a celebridade da marca ajudou a criar o mito urbano de que teria sido a inventora da figura.

São Nicolau

Estudiosos afirmam que a figura do bom velhinho foi inspirada num bispo chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 280 d.C. O bispo, homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas.

Foi transformado em santo (São Nicolau) após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele.

A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.

A roupa do Pai Natal

Até o final do século XIX, o Papai Noel era representado com uma roupa de inverno na cor castanha ou verde escura. Em 1886, o cartonista alemão Thomas Nast criou uma nova imagem para o bom velhinho. A roupa nas cores vermelha e branca, com cinto preto, criada por Nast foi apresentada na revista Harper’s Weeklys neste mesmo ano.

O Pai Natal e a Coca-cola

Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.

Atualmente, a figura do Papai Noel está presente na vida das crianças de todo mundo, principalmente durantes as festas natalícias. É o bom velhinho de barbas brancas e roupa vermelha que, na véspera do Natal, traz presentes para as crianças que foram obedientes e se portaram muito bem durante o ano. Ele habita o Pólo Norte e, com seu trenó, puxado por renas, traz a alegria para as famílias durante as festas natalinas. Como dizem: Natal sem Papai Noel não é mesma coisa.

A personagem do Pai Natal terá sido inspirada na figura de S. Nicolau, um bispo de Mira St. Nicholas na Turquia que escolheu a pobreza como modo de vida e que ficou conhecido por distribuir anonimamente ajuda aos necessitados e por proteger as crianças. A sua fama correu mundo, mas terá sido a Alemanha a atribuir-lhe símbolo natalício.

A história do Pai Natal

Em 1822 Clement Clarke Moore escreve uma história em forma de poema, para as suas filhas, “An account of a visit from St. Nicholas” conhecido como “A Noite Antes do Natal”.

Esta história ajuda a criar a imagem do Pai Natal que vai de casa em casa, descendo pelas chaminés e que se faz transportar num trenó puxado por renas que voam. Foi também ele que deu o nome às renas, oito : Dasher, Dancer, Prancer, Vixen, Comet, Cupid, Donner e Blitzen.

A partir de 1863 , o caricaturista Thomas Nast, no semanário Harp´s Weekly começou a desenvolver uma imagem do Pai Natal que muito se aproxima dos dias de hoje, na imagem e sobretudo nas cores. Foi ainda Nast que deu início á relação entre os presentes a distribuir e o comportamento da criança ao longo do ano.

Inicialmente dizia-se que o Pai Natal, Santa Claus, vivia no polo norte porém em 1925 quando se provou que aí não haveria renas foi atribuída ao Pai Natal a morada na Lapónia, Finlândia mais precisamente na aldeia de Korvatunturi.

Por volta de 1931 Haddon Sundblom criou, para a Coca Cola, uma imagem do Pai Natal Coca Cola que correu mundo, o que leva a que alguns lhe atribuam a figura atual do Pai Natal, no entanto e apesar das cores, o vermelho e o branco, se adaptarem perfeitamente à imagem de marca da Coca Cola estas já tinham sido utilizadas por Net, e a imagem criada por este em 1886 é muito próxima da imagem atual.

Foi sem dúvida a força da marca que fez a maior divulgação da figura do Pai Natal e que contribui para que as cores se tornassem as cores dominantes da quadra natalícia no mundo.

Mais tarde, em 1998, com o filme Rudolph, a rena do nariz vermelho, o trenó passaram para nove as renas do pai natal.

Agora que já conhecemos a história do Pai Natal, só nos resta desejar-lhe um FELIZ NATAL!

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]