Leite materno e Leucemia

0
1750

Estudos recentes indicam que o leite materno pode proteger as crianças da leucemia. Há muito que os médicos apregoam as virtudes do leite materno no combate a determinadas doenças. Este possui substâncias capazes, não só de proteger a criança de infecções, como de contribuir para uma melhor saúde.

Agora, segundo um estudo levado a cabo na Universidade do Minnesota, o leite materno também pode ajudar a prevenir a leucemia.

Segundo os investigadores desta Universidade, quanto mais tempo os bebés são amamentados, menores são as probabilidades de contrair a doença.

Assim, para uma criança que foi amamentada durante 1 mês, os riscos podem ser reduzidos até 21%. Já um bebé que recebeu o leite materno durante 6 meses, tem 30% menos de probabilidades de desenvolver esta forma de cancro.

Mas outras investigações, por exemplo em 1988 na Alemanha, não encontraram provas significativas desta relação. Assim, e como admite um dos responsáveis por este estudo, estudos mais aprofundados são necessários antes de se tirarem as conclusões finais.

A leucemia é uma doença maligna que atinge o sistema imunitário, provocando um crescimento incontrolável de glóbulos vermelhos.

Atinge todas as idades, sexos e raças e as causas que estão na sua origem ainda são desconhecidas. Algumas teorias falam da exposição a radiações e a fortes campos electromagnéticos mas, estas causas, não explicam a totalidade dos casos.

Anemia, febre, fadiga, dificuldades em respirar, grandes perdas de sangue e infecções são alguns dos seus sintomas.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]