A Dália

4113
A dália
A dália

As dálias são plantas originárias do México e pertencem à família das compostas, compreendendo um enorme número de espécies e variedades. Devem o seu nome a Dahl, um discípulo de Linné, botânico amador do século XIX.

Actualmente são flores que se encontram com facilidade dos jardins do nosso país e são também muito vendidas nas lojas florais. O seu aspecto atraente e a facilidade do seu cultivo e manutenção tornam-na bastante atractiva. Após a sua sementeira, proliferam rapidamente e têm uma vida longa.

São plantas herbáceas com raiz tuberosa e possuem folhas opostas e compostas, que se apresentam em algumas com o formato inteiro e noutras em formas dentadas, de tom verde-escuro e divididas em oval.

Existem varias espécies resultantes de uma constante escolha e selecção por parte dos cultivadores e apresentam-se em quase todas as cores, excepto o azul, que ainda não foi conseguido pelos produtores.

As dálias necessitam de terra normal, adubada e humedecida, com uma boa drenagem. Se quer plantar dálias de interior, não se esqueça de colocar seixos ou cacos no fundo dos vasos. A rega deve ser abundante e em dias alternados.

A plantação das sementes deve ser feita na Primavera, altura em que ocorre a multiplicação dos tubérculos e a sua floração tem lugar no Outono. Quando esta acontece, as flores devem estar plenamente expostas ao Sol e é desta exposição que vai depender a sua coloração a par com as condições climatéricas a que estiver exposta.

Depois de terminada a floração deve podar a planta, extraindo de seguida os tubérculos da terra, após o que deve colocar a planta em ambiente fresco e escuro, isolada em turfa até ao final do Inverno, transplantando-as quando já tiver acabado o tempo das geadas.

Aproveite esta altura do ano para gozar a cor e exuberância das dálias e se não as poder plantar na sua casa ou jardim, elas fazem também um belo efeito numa jarra.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]