Você e o seu cão em tempo de férias

1564
Você e o seu cão em tempo de férias
Você e o seu cão em tempo de férias

O cão é o mais fiel amigo que pode encontrar e conta consigo para quase tudo. Por isso tem de estar à altura das expectativas dele, não lhe falhe principalmente em tempo de férias.

Cão em tempo de férias

Primeiro e porque as férias ainda estão em vista para algumas pessoas, nunca é de mais fazer o apelo ao mais íntimo do coração para que os sempre fiéis amigos não sejam abandonados em mais uma esquina, junto à esplanada de um café, ou de forma mais assassina, em plena auto-estrada.

A escolha do animal de estimação certo

Se o cachorrinho que comprou no Natal para fazer uma surpresa se transformou num autentico mastodonte, a culpa é apenas sua e não por o alimentar demais.

Antes de ter escolhido o animal, deveria ter pensado nas condições que tinha para lhe oferecer em sua casa. Agora que, para ir à casa de banho tem de lhe pedir licença é um pouco tarde demais para pensar que deveria ter comprado um Chihuahua, não lhe parece?

Mas como a viagem que tinha planeada se está a aproximar, aqui ficam alguns conselhos para que goze esta temporada na companhia do seu amigo.

Como viajar com um cão

Se vai fazer uma viagem em transportes públicos, certifique-se de que aceitam transportar animais (se não aceitarem, aproveite e envie uma carta ou mail a protestar por isso, porque já é tempo dos animais serem tratados de forma conveniente).

Viagem de comboio

Não existem problemas de maior nas viagens de comboio mas assegure-se das regras especiais, conforme o tamanho do cão, o tipo de linha e o transporte, que em alguns casos pode ficar pelo pagamento da passagem, mas noutros terá de ser feito através de uma transportadora especial.

Viagem de avião

No avião, caso o animal pese menos de 5 kg, pode ir consigo, caso contrário terá de viajar no porão, mas certifique-se sempre das normas e da forma de transporte. Existem algumas regras que não permitem que o animal viaje se não possuir boletim de vacinas, se ainda for um cachorro, etc.

Viajem de barco

As companhias de navegação são as mais reticentes em permitirem a presença de cães a bordo, mas o melhor é informar-se.

Viajar com o cão para o estrangeiro

Se a viagem é para um país estrangeiro, terá de tomar em conta as exigências de entrada de animais, como quarentenas, boletins de saúde, etc. Além disso, muitos dos locais de estadia não aceitam (incompreensível) animais de estimação.

Aqui pode entrar a velha frase: “se não o aceitam, também não me hão-de querer a mim” e parta para outra.

Tenha sempre consigo o contacto de clínicas veterinárias para qualquer eventualidade que possa acontecer, não deixe de o fazer acompanhar de certos brinquedos e dê-lhe especial carinho e atenção nos primeiros dias para o habituar ao novo ambiente.

Cuidados a ter com seu cão quando viajar de carro

No caso de usar transporte próprio, sempre mais preferível, também há considerações a fazer. Primeiro que tudo, o animal deve ser habituado desde pequeno a viajar consigo.

Pequenas idas e voltas à bomba de gasolina para colocar combustível, ou voltas propositadas com ele, vão ajudá-lo a suportar os barulhos da estrada.

Mas não vá beber café e o deixe dentro do carro, porque isso apenas o vai traumatizar e ele pode mesmo recusar-se a voltar a entrar no carro. Se fizer disso uma brincadeira, verá que ele vai ser o primeiro da família a entrar e a sentar-se no banco.

Em último recurso, fale com um amigo que esteja habituado ao seu cão ou então e mesmo em caso de desespero deixe o seu cão num canil ou num hotel para cães.

 

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]