Os gatos estão a ficar mais velhos

1565
Os gatos estão a ficar mais velhos
Os gatos estão a ficar mais velhos

Os animais de companhia, estão a ganhar anos de vida! Nos últimos anos, a média de idade dos gatos aumentou consideravelmente.

Sabe que idade humana terá o seu gato quando apagar 12 velas? Feitas as contas, 64 anos! Uma bela idade mas que, tal como nos seniores humanos, implica cuidados especiais.

A longevidade de um gato hoje em dia ronda os 15 anos e não é raro alguns chegarem aos 20 anos de vida! Por curiosidade, o gato mais velho viveu até aos 34 anos! Mas se, por um lado, é reconfortante saber que terá a sua companhia por muitos e longos anos, também é preciso reconhecer que a idade pesa! Tal como acontece com os humanos!

O envelhecimento dos animais é acompanhado por mudanças graduais ao nível da actividade /agilidade, da pele e pelagem e no seu peso. Se bem que cada espécie tem um padrão de envelhecimento claro e distinto, é possível estabelecer o paralelo entre a idade dos felinos e dos humanos: um gato de 7 anos é equivalente a uma pessoa com 44 anos de idade, enquanto os 14 anos correspondem a um indivíduo de 72 anos de idade.

Tudo muda… com a idade!

Um estudo da Universidade Purdue, EUA, reforça que os animais de companhia estão a viver mais anos, graças à melhoria dos cuidados de saúde. A juntar ao papel do médico veterinário, a mudança progressiva do comportamento dos seus donos tem sido decisiva para garantir a saúde do seu animal. Muito por que começam a reconhecer os benefícios do alimento industrial, orientado para a raça, a idade, estilo de vida e necessidades fisiológicas.

No fundo, a escolha do alimento em função das necessidades nutricionais específicas do seu animal de companhia garante que ele ingere diariamente o conjunto equilibrado de nutrientes que são indispensáveis.

Mas porque é que é tão importante adaptar a alimentação à idade?

Fase de crescimento (até ao primeiro ano): Nesta altura, o seu gato necessita de um alimento que seja fácil de ingerir e digerir; que reforce o seu sistema imunitário; que contemple os nutrientes necessários de forma a manter o peso ideal; e que fortaleça o desenvolvimento dos músculos e do esqueleto;

Fase adulta (até aos sete anos): Numa fase mais activa da sua vida, a alimentação deverá ser indicada para o ajudar a manter a vitalidade; eficiente no controlo da ingestão de calorias; que garanta a sua saúde renal e responda às necessidades específicas de cada raça;

Fase matura (dos 7-12 anos): Eis que o seu gato começa a ficar mais velho. Apesar de manter o mesmo aspecto, a verdade é que está menos enérgico e mais sedentário, daí que as necessidades nutricionais também se alterem. A partir dos sete anos, o alimento que dá ao seu felino deverá ajudá-lo a manter uma boa forma física, através da ingestão de vitaminas e nutrientes com propriedades antioxidantes; por outro lado, deverá também permitir o reforço da sua saúde articular e favorecer o funcionamento renal;

Fase sénior (+ de 12 anos): Com mais de 12 anos, o seu animal de companhia está ainda menos activo, mas mais exigente ao nível das necessidades nutricionais. Assim, o alimento industrial deverá ter uma textura e sabor que estimule o seu apetite e responda às necessidades de cada raça. Deverá ainda conseguir estimular as funções cognitivas e actuar na prevenção do envelhecimento celular.

O aumento de peso nos gatos está, por esta razão, também associado à senioridade, sendo cada vez mais frequentes casos de obesidade nos animais de companhia. Com a esterilização é também usual os gatos ficarem mais gordos. Mais uma vez, e também nestes casos, a opinião e ajuda do médico veterinário é essencial para redefinir a dieta. Tal como um adulto sénior precisa de cuidados especiais, o mesmo se passa com os felinos. Por isso é importante estar atento ao comportamento do seu animal.

Na Europa as estatísticas falam que cerca de 30% dos gatos têm mais de oito anos, o que corresponde a 20 milhões de gatos seniores! No Japão, 30% dos gatos têm mais de 10 anos de idade. Actualmente existem mais de 263 milhões de gatos no mundo. Com estes números, uma questão impõe-se: Será que este felino será o animal doméstico do século XXI?

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]