A iluminação do aquário – o Sol necessário à vida do aquário

6234
A iluminação do aquário - o Sol necessário à vida do aquário
A iluminação do aquário - o Sol necessário à vida do aquário

A iluminação do aquário é fundamental para criar este elemento decorativo que relaxa e elimina e stress. O aquário deve apresentar-se de forma alegre e convidativa ao olhar, mas acima de tudo, deve proporcionar um bom ambiente, aos que nele habitam, os peixes.

Tal como os humanos precisam do ar para viver, todos os seres vivos que se encontram dentro de um aquário, necessitam de luz para se manterem vivos.

A iluminação do aquário

A luz permite uma maior percepção de toda a beleza dos peixes e das plantas, mas também é o elemento fundamental, para que os seus habitantes sobrevivam dentro do aquário.

A luminosidade dos aquários não foi concebida somente para acentuar a sua beleza, mesmo que esta, seja um efeito secundário que daí resulta. A iluminação do aquário deve substituir os raios de sol na natureza.

As plantas

A iluminação deve transmitir a energia necessária ao processo de fotossíntese das plantas, com a sua assimilação e crescimento, dentro do aquário, contribuindo para renovar e enriquecer o ar do aquário.

A luz é ainda responsável por proporciona um bom habitat, para que os peixes se sintam confortáveis.

A luz natural tem desvantagens aos aquários por isso, a luz artificial é a mais apropriada.

Luz natural ou luz artifical no seu aquário

A luz natural depende de vários factores: da época do ano, das condições do tempo diário, entre outros. Logo, se o aquário sofrer a influência da luz solar directa, a sua temperatura aumenta, de forma muito rápida e nociva

Em relação à luz artificial, há vários tipos de fontes de iluminação, que são adquiridos em lojas especializadas.

Os tubos fluorescentes são os mais utilizados, mas como os há de várias dimensões e potências, deve ter cuidado com a sua escolha.

As lâmpadas incandescentes, são outra opção para a iluminação do aquário.

Embora tenha mais utilidade, é um sistema pouco adquirido. Em caso de dúvida, peça sempre ajuda ao empregado da loja.

A colocação da luz

Para proporcionar uma boa iluminação, sem prejudicar os residentes do aquário, a fonte de luz deve ser colocada da forma correcta.

O melhor posicionamento é sobre o aquário e, na parte de trás, isto para evitar as sombras. Outra alternativa, é estar apontada para sítios concretos do aquário, com o propósito de criar efeitos luminosos.

Iluminação equilibrada

A quantidade de luz que se utiliza depende sempre da altura do aquário. Ao ser muito alto, o aquário vai necessitar de mais potência.

No caso de utilizar luminosidade insuficiente, a vegetação acaba por não crescer, ao seu ritmo normal. Mas, se a luz for demasiada, as plantas desenvolvem-se de forma exagerada e, as algas não conseguem crescer, devidamente.

Para que os habitantes deste pequeno habitat mantenham o seu equilíbrio, é necessária a sua boa manutenção, nomeadamente em termos de condições naturais e de saúde. O principal é fazer com que os peixes e as plantas se sintam bem, como se estivessem no seu ambiente natural.

A luz é o elemento mais relevante para o seu bem-estar. Para tudo estar em boas condições, o fundamental é adequar a luminosidade a cada tipo de aquário.

Não se esqueça que, se o bem estar do ser humano depende das condições que o rodeiam, também os peixes precisam de luz, para se sentirem cómodos e confortáveis.

Mas se ainda não tem um aquário, veja aqui como montar o seu aquário.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]