As Crianças e a Ligação com os Cães

1566

É uma das imagens mais bonitas que existem e que mais comovem quem as vê.

Uma criança brinca com um enorme cão, que parece ter em conta a sua fragilidade e deixa, com enorme paciência, que ela lhe faça todo o tipo de traquinices…

A convivência com animais como os cães, é de grande importância para as crianças mas são precisos alguns cuidados. Tanto as crianças como os animais não sabem antever o perigo nem tomar precauções em relação a possíveis acidentes.

Possivelmente por um excesso de confiança e porque é sempre divertido brincar com um cão, os acidentes acabam por acontecer. A criança encara o animal como mais um brinquedo, e não espera que ele tenha reacções agressivas. Por sua vez, o cão pode não estar disposto a submeter-se a todas as brincadeiras e achar que não há muita piada em ficar vestido com a camisa do dono e pintado com a maquilhagem da dona.

Cabe aos adultos ter em conta estes aspectos e educar a criança de que ali está um amigo, de carne e osso, com sentimentos e que também sente dor quando magoado.

Depois existem os outros cães. Especialmente uma criança que está habituada a lidar com cães em casa tem a noção de que todos são iguais e amigáveis. O que nem sempre acontece.

Mais uma vez, é o adulto que deve ensinar a criança que nem todos os animais são iguais, que alguns podem ser mesmo muito maus e também as formas como devem agir perante o ataque de um cão.

Acima de tudo, nem adultos nem crianças devem demonstrar medo, porque os cães sentem quando alguém está assustado e reagem atacando. Depois não se devem fazer festas a animais desconhecidos, quer pelo perigo de contágio com alguma doença, quer porque este pode atacar.

Também as brincadeiras de pular e gritar frente a um cão estão proibidas, porque o animal pode ficar assustado e contra-atacar.

Quando decidir que a sua família precisa de um novo membro de quatro patas, apresente-o à criança na presença de um adulto. Deixe-o fazer festas mas sempre de lado e nunca de frente, o que pode ser considerado pelo cão como um confronto.

Se o cão tentar rosnar ou abocanhar não hesite em castigá-lo.

Algumas raças de cães são mais amigáveis para com as crianças do que outras, por isso é melhor ter este factor em consideração quando quiser adquirir um cão.

Aqui fica uma lista dos melhores amigos das crianças: American Staffordhire Terrier, Samoiedo, Boxer, Rough Collie, Golden Retriever, Setter Irlandês, Husky Siberiano, Labrador Retriever, Pastor alemão, Old English Sheepdog, São Bernardo e o Perdigueiro Português.

Alguns cães têm ainda contra si o facto de serem extremamente ciumentos, pelo que não vão ver com muito bons olhos a interferência de uma criança nos laços de amizade que tinham criado, especialmente se eram o centro das atenções antes.

Isto acontece frequentemente quando nasce uma criança, em que o animal vê o seu universo familiar completamente alterado. Nesse caso, os donos devem mostrar-se prudentes nas carícias e nas demonstrações de carinho para com o bebé, repartindo-as sempre com o animal, brincando com ele antes de dar o banho ou a comida ao bebé, evitando assim processos de luta pelos direitos de atenção.

 

A fim de criar uma boa relação entre as crianças e os animais, deve sempre imperar o bom senso, cuidando para que esta seja uma relação saudável e duradoura.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]