A lenda dos Reis Magos

0
552

Os Reis Magos fazem parte das Tradições de Natal em quase todos os países da Europa e são figuras que animam os presépios.

Os Reis Magos são personagens que, segundo a tradição, vieram do Oriente, guiados por uma estrela, para adorar o Deus Menino, em Belém. A designação “Mago” era dada, entre os Orientais, à classe dos sábios ou eruditos. Ignora-se a proveniência dos Reis Magos, mas supõe-se que fossem da Arábia.

Quanto ao número e nomes dos Reis Magos são tudo suposições sem base histórica. Foi posteriormente aos Evangelhos , num livro escrito no século XIV pelo monge carmelita João de Hildesheim que se encontram compilados todos os dados que circulavam na época, previamente aceites pela Igreja Católica, onde pela primeira vez é dito que os magos eram três.

O livro também oficializou os seus nomes, Gaspar, Baltazar e Belchior, que foram retirados de um friso de mosaicos da Igreja de Santo Apolinário em Ravena (Itália), pintado no século VI.

Outro dado incorporado definitivamente pelo monge foi a cor da pele de Baltazar. O mais curioso é o facto de ninguém o ter representado com pele escura até ao século XIV.

Era crença comum entre os orientais que o aparecimento de um novo astro no céu significava o nascimento de uma grande personagem.

De acordo com a Bíblia, os magos do Oriente sabiam que um dia havia de nascer um Menino que seria o rei dos Judeus e Salvador do Mundo, por isso, quando uma estrela nova, grande e brilhante, apareceu de repente no céu, resolveram segui-la. Mandaram preparar uma caravana de camelos, prepararam presentes para o recém-nascido: ouro, incenso e mirra – e partiram.

Depois de uma longa viagem, sempre guiados pela estrela, os Magos chegaram a Jerusalém. No tempo em que Jesus nasceu em Belém, reinava na Judeia um rei cruel e sanguinário: Herodes.

Quando Herodes teve conhecimento de que os magos tinham chegado a Jerusalém guiados por uma estrela e que procuravam o novo rei da Judeia, inquietou-se e ficou cheio de medo. Esse novo rei dos Judeus podia vir a tirar-lhe o trono.

Herodes chamou os magos e convidou-os a dirigirem-se a Belém com estas palavras fingidas: “Vão a Belém e procurem cuidadosamente o menino. E quando o encontrarem, voltem aqui para eu ir também prestar-lhe homenagem e adorá-lo!”.

O rei Herodes, na realidade, não fazia nenhum intenção de ir prestar homenagem a um rival: queria saber onde ele se encontrava para o matar!

Os magos partiram novamente e a estrela brilhava à sua frente e guiava-os. Finalmente a estrela parou sobre o lugar onde se encontrava o Menino Jesus com Maria, sua mãe. Ajoelharam e adoraram-no; depois ofereceram-lhe os seus presentes:

  • O ouro significa riqueza e é o metal mais valioso, um presente verdadeiramente digno de um rei.
  • O incenso que espalha um agradável perfume quando é queimado, e também ele era um presente digno de um rei.
  •  A mirra é uma resina rara e perfumada, preciosa pelas suas propriedades medicinais, também é um presente raro e digno de um rei.
Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]