INEM- a resposta à emergência

0
1128

Em qualquer situação de emergência médica implicando integridade física do ser humano, a linha 112 do Instituto Nacional de Emergência Médica, INEM, é a sua melhor aliada.

O Instituto Nacional de Emergência Médica, INEM, é uma entidade cuja missão passa pela prestação de auxílio e ajuda médica em caso de doença súbita ou acidente. Organismo do Ministério da Saúde, este instituto é responsável por coordenar o funcionamento de um Sistema Integrado de Emergência Médica em todo o Portugal Continental.

Com o número nacional de socorro – 112 –  o INEM garante a resposta a situações de emergência médica a qualquer momento.

Contactar o 112 é a primeira coisa a fazer quando se deparar com uma situação de emergência médica. A chamada para este número é totalmente gratuita, mas a eficácia da resposta do INEM depende da forma como lhe são comunicadas as circunstâncias do ocorrido que conduziu a essa situação de emergência.

Assim, e quando estiver perante uma situação deste teor, aconselhamo-la a informar a pessoa que atende o telefone sobre o tipo de situação que se trata, isto é, se se trata de um acidente, doença, parto, entre outros. O número do telefone do qual está a ligar, e a localização precisa onde se encontra, de preferência adicionada com pontos de referência, é também uma informação indispensável.

Ainda que a situação possa conduzir a uma carga de nervos extremos, convém manter um pouco a calma, pois são as suas informações que vão determinar a eficácia da prestação da resposta do INEM. Além das informações que anteriormente referimos, com toda a certeza ser-lhe-á solicitado que relate a gravida da situação, o número, sexo e idade das pessoas que estão a precisar de auxílio, as queixas principais e as alterações que observa, bem como a existência de qualquer situação que exija outros meios para o local, como, por exemplo, perigo de incêndio, libertação de gases, entre outros.

Atenção que você apenas deve desligar o telefone quando a pessoa que o atendeu lho comunicar, uma vez que podem ser sempre necessárias outras informações adicionais. Situações de incêndio, assalto, ou outras, são também tratadas pelo 112, podendo a chamada ser transferida para outra secção, consoante a situação. Todavia, o 112 é a linha para a qual deve ligar, sempre que se verificar uma situação deste género, ou até mesmo de envenenamento ou intoxicação, embora nesta situação seja preferível ligar para o Centro de Informação Anti-Venenos (CIAV) do INEM: 217950143, 24 horas por dia.

Mesmo que a situação possa até não ser uma emergência, a verdade é que o 112 dar-lhe-á todas as indicações necessárias relativas à melhor forma de agir perante o sucedido. Em casos de urgência, o INEM acciona os seus meios, ambulâncias ou Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação sempre que exista perigo de vida. Fora estas circunstâncias o INEM não tem a função de transportar doentes ao hospital, caso estes o solicitem como um pedido rotineiro ou mesmo esporádico, pois o INEM só encaminha para o Hospital nas situações de perigo de vida. Neste caso, o INEM encaminhará o doente para o Hospital que melhor se adeqúe à patologia do doente e que tenha melhores meios para o socorrer.

O Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) é o elo da cadeia de socorro para onde são encaminhados os pedidos recebidos através do Número Nacional de Socorro – 112 – na área da emergência médica. O funcionamento é assegurado em permanência por médicos e operadores de central com formação específica para efectuar o atendimento, triagem, aconselhamento de pré-socorro, selecção e accionamento dos meios de socorro mais adequados a cada ocorrência, preparando a recepção hospitalar dos doentes.

Possui ainda diversos meios de comunicação e de actuação no terreno, como é o caso das Ambulâncias INEM, as Ambulâncias CODU, as VMER, as Viaturas de Intervenção em Catástrofe (VIC) e os Helicópteros de Emergência Médica. A partir da utilização dos meios de telecomunicações ao seu dispor tem, por isso, capacidade para accionar os diferentes meios de socorro, apoiá-los aquando da sua prestação no terreno e, de acordo com as informações clínicas recebidas das equipas no terreno, seleccionar e preparar a recepção hospitalar dos diferentes doentes.

Há ainda que referir a importância das Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER). Este é um veículo de intervenção pré-hospitalar, destinado ao transporte rápido de uma equipa médica directamente ao local onde se encontra o doente. Com uma equipa constituída por um médico e um condutor, enfermeiro ou tripulante de ambulância de socorro, possui equipamento para o Suporte Avançado de Vida em situações do foro médico ou traumatológico. Actuando na dependência directa dos CODU, as VMER têm base hospitalar, funcionando como uma extensão do Serviço de Urgência à comunidade. O principal objectivo é a estabilização pré-hospitalar e o acompanhamento médico durante o transporte de vítimas de acidente ou doença súbita em situações de emergência.

Esperemos que a partir destas informações lhe seja mais fácil contornar uma situação de emergência. Informações e conselhos destes são sempre vitais para garantir o prosseguimento de mais uma vida!

Nota: Informações retiradas do site do INEM, Instituto Nacional de Emergência Médica

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]
Partilhar