Inicio Lazer Sugestão de leitura O Quinto Dia de Valerio Evangelisti

O Quinto Dia de Valerio Evangelisti

O Quinto Dia
O Quinto Dia

O Quinto Dia de Valerio Evangelisti da Pergaminho

O Quinto Dia

Uma negra figura seguirá Nostradamus onde quer que ele vá como uma sombra, tentando arrebatar-lhe o segredo das suas visões abissais. Um romance de Valerio Evangelisti.

Atraindo os leitores pela perícia dos retratos psicológicos de assassinos, estes romances desviam a atenção do acto para o sujeito que o comete. O crime deixa de ser um mistério enquanto problema lógico e passa a ser um mistério porque revela os limites da acção humana (ou a falta deles), a proximidade do homem com a bestialidade, e a natureza do mal.

É precisamente isto que faz a autora que a Editora Pergaminho apresenta agora ao público português: Maud Tabachnik, levando até aos limites as possibilidades deste género de thriller. Sem comentários por parte do narrador, Maud Tabachnik revela pela sua escrita o puro decorrer da loucura de um psicopata.

É através da sua escrita que vemos o mundo distorcido pelo seu olhar e lemos a compulsão que o leva a agir, sem nunca, contudo, o compreender por inteiro.

Compulsivo, trágico, e fatal podiam ser as palavras que melhor definem este livro da Editora Pergaminho. Há um assassino em Nova Iorque. À primeira vista nada de anormal para uma cidade como esta, mas o problema é a natureza horrenda desses crimes. As vitimas são crianças e débeis mentais que, antes de serem mortas pelo assassino, são violadas e torturadas.

. pub .

O caso é entregue a Stan Levive, e para o assassino ele torna-se um símbolo de todo o mal a ser erradicado do mundo. Para o fazer, ele rapta a filha de Levine, com o objectivo de fazer uma redenção pelo sangue e sofrimento. E, assim, dá a Levive cinco dias para o apanhar e impedir a morte da filha.

A loucura do criminoso é apresentada ao leitor de forma paradoxal, predadora, chocante mesmo. O leitor confronta-se também com as limitações da razão e da detecção, quando se trata de o impedir, mas vê também a máscara do assassino, que leva uma vida paralela exemplar, enquanto pai de família e trabalhador honesto.

Este é um thriller intenso, forte, com uma ampla carga emotiva, não aconselhado a pessoas sensíveis. Uma viagem alucinante às profundezas mais sombrias do terror é o que “O Quinto Dia”, da Editora Pergaminho, e assinado por Maud Tabachnik, leva até aos amantes de thrillers. Mas, este é um thriller diferente…

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]
Exit mobile version