Inicio Saúde Saúde de A a Z Estudo EVA permitirá escolher tratamento para a osteoporose

Estudo EVA permitirá escolher tratamento para a osteoporose

A saúde da mulher na fase posterior á menopausa é um assunto cada vez mais estudado e discutido. O Eva é um estudo clínico comparativo que pode oferecer muitas respostas.

A gestão da saúde da mulher pós-menopáusica nunca foi tão prometedora como hoje – ou tão confusa. Todavia, um estudo clínico comparativo de larga escala, agora apresentado pela Eli Lilly and Company, foi desenhado para lançar uma nova luz sobre as duas principais terapêuticas para o tratamento da osteoporose em mulheres pós-menopáusicas.

. pub .

O EVA (EVista Alendronate Comparison) é um estudo de prevenção de fracturas que compara Evista® (raloxifeno), um modulador selectivo dos receptores de estrogénios (SERM), e Fosamax® (alendronato), um bifosfonato, ambos líderes de mercado no seu segmento. Este estudo, o primeiro do seu género a fazer a comparação em larga escala entre um SERM e um bifosfonato, é também o primeiro a estabelecer o paralelo na redução de fracturas relativamente a duas terapêuticas aprovadas para o tratamento da osteoporose

Leo Plouffe Jr. Director Médico da Área de Saúde da Mulher da Eli Lilly & Co, declarou que “estamos entusiasmados com o facto de podermos comparar Evista® com o bifosfonato de referência. Os estudos clínicos já realizados demonstraram que o raloxifeno reduz significativamente o risco de fracturas osteoporóticas em mulheres pós-menopáusicas, ao mesmo tempo que temos dados encorajadores relativamente aos efeitos potenciais na mama e no coração. É extremamente interessante juntar o EVA aos outros estudos clínicos em curso que irão permitir comprovar a eficácia e o perfil de segurança de Evista®.”

No entanto, o que é propriamente o EVA? É um estudo clínico multicêntrico, duplamente cego e randomizado, que irá envolver cerca de 3 mil mulheres na pós-menopausa que sofram de osteoporose, com idades compreendidas entre os 50 e os 80 anos, de locais diversos dos Estados Unidos, Porto Rico e Canadá. Cerca de metade das doentes irá receber 60mg/dia de raloxifeno, enquanto à outra metade será administrada uma dose de 10mg/dia de alendronato.

O principal objectivo da EVA é comparar os efeitos de Evista® e de Fosamax® na redução das fracturas osteoporóticas de todo o tipo, incluindo as vertebrais, da anca e do pulso. Em complemento, o estudo irá debruçar-se sobre outros aspectos, nomeadamente a incidência de novos diagnósticos de cancros da mama e outros temas relacionados com a segurança dos medicamentos.

EVA foi o primeiro estudo clínico da osteoporose que coloca particular ênfase no recrutamento de mulheres afro-americanas, hispânicas e outras mulheres pós-menopáusicas que pertencem às minorias étnicas da América do Norte. Este facto torna-se ainda mais importante se pensarmos que estas minorias têm estado pouco representadas nos estudos sobre osteoporose.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]
Exit mobile version