Porque é que as mulheres têm receio da mamografia

2236
O receio da mamografia
O receio da mamografia

Quando existem suspeitas de qualquer tipo de anomalias na zona dos seios, é recomendada uma mamografia.

A mamografia

A mamografia é um método que permite examinar a massa muscular dos seios de forma a detectar quistos e tumores que são impossíveis de detectar de outra forma. Permite ainda diferenciar os tumores benignos do cancro.

Como é efetuado o exame da mamografia

São sempre pessoas qualificadas que executam este tipo de exames, interpretados de imediato por um radiólogo.

Se vai realizar uma mamografia, não deve levar para o consultório colares, fios de ouro e não deve usar pó de arroz, cremes e desodorizantes, uma vez que estes podem conter substâncias que reagem com as chapas usadas para as radiografias.

Na altura do exame terá de se despir da cintura para cima e um médico irá examinar-lhe os peitos em busca de inchaços ou caroços. Cada mama é radiografada separadamente, com a pessoa de pé ou sentada, conforme o equipamento radiológico utilizado.

Para achatar o peito são usadas duas chapas em plástico, o que permite obter resultados melhores com o mínimo de radiação. Aguarde alguns momentos após o exame sem se vestir, isto porque pode ser necessário repetir o exame.

Uma vez que é um exame doloroso, é aconselhável que seja efectuado na semana logo após a menstruação, altura em que os seios estão menos volumosos e mais elásticos.

O exame tem uma duração de 10 a 15 minutos, mas pode demorar mais para seios maiores, que necessitem de radiografias adicionais.

O nível de radiações é tão baixo que não traz complicações imediatas, embora teoricamente exista um risco a longo prazo, subsequente de qualquer exposição aos raios-x. De qualquer das formas, não deve fazer este exame se está grávida, ou então deve proteger o abdómen.

Frequência do exame da mamografia

Todas as mulheres entre os 35 e os 39 anos devem fazer uma mamografia de exame para referência, pela primeira vez, seguindo-se novos exames com um mínimo de dois anos de diferença entre os 40 e os 50 anos, e todos os anos após essa faixa etária.

Se tiver casos clínicos de tumores mamários na família, deve realizar este exame mais cedo, embora em geral a mamografia não seja aconselhada antes dos 30 anos, uma vez que o tecido mamário é mais denso nas jovens que nas mulheres mais velhas, o que torna este um meio menos fiável de diagnóstico.

Para ficar segura, não deixe de fazer, pelo menos uma vez por semana uma auto-análise através da palpação dos seios para identificar qualquer situação anormal.

Este é um caso em que se pode afirmar que a prevenção começa pelas suas mãos.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]