Inicio Pessoas As nossas crónicas Vem aí o Amor, atenção ao poder do santo casamenteiro

Vem aí o Amor, atenção ao poder do santo casamenteiro

Vem aí o Amor

Na noite de Sto. António, a festa é de de arromba! Uns copinhos a mais podem ser a ponte para encontrar namorado, ou para se oficializar um noivado. É o poder do santo casamenteiro!

Vem aí o Amor

A época é de festa! E, uma festa sem comida ou bebida para alegrar as almas, não é festa que se preze. Esquecendo os exageros, esses sim verdadeiros motivos para estragar a noite, a noite de Santo António é sempre de arromba. A Av. da Liberdade fica alegre e colorida, tal é o cheiro a diversão que se faz sentir, e todos resplandecem de felicidade.

Porém, o que realmente me faz confusão é essa história dos casamentos e da bênção que Sto. António parece atribuir aos pombinhos…

Pedido de casamento

Será que um pedido de casamento nesta altura é mais viável para a promoção de um futuro risonho entre duas pessoas, do que em outra altura qualquer? Bem, analisando a situação ao pormenor, e não querendo estar a criar desilusões em ninguém, a verdade é que um pedido de casamento nesta noite pode ser feito numa situação apadrinhada intensamente pelo néctar do Deus Baco. Não que tenha nada de mal, mas já imaginaram se no dia seguinte a pessoa se arrepende do que disse ou, pior ainda, nem sequer se recorda que fez um pedido de casamento!

Claro que este estado de esquecimento tem sempre uma coisa positiva: mesmo que o seu namorado não o tenha dito, você pode sempre dizer-lhe que ele a pediu em casamento. (até porque você não tem culpa que ele tenha ficado mais para lá do que para cá, não é?) Assim, ele não tem como voltar atrás! Certifique-se é que ele tenha bebido um pouco demais para que tudo corra bem!

A noite também deve ter sido agradável para os solteiros, pelo menos para alguns! No meio do pézinho de dança (umas aulas antes nunca fizeram mal a ninguém), um dos protagonistas da dança em questão pode sempre aproveitar para ir contando umas piadinhas até à hora do Xeque Mate (foi o que fez, não foi?).

Cuidado com as piadas

Espero que tenha tido cuidado com as piadas- nada de falar mal de futebol (os homens são doidos por futebol), não tenha mencionado nada sobre política (ele vai achá-la uma chata), tenha esquecido as dietas (ele vai pensar- ‘olha, outra igual à minha ex’) e não tenha contado piadas feministas (isso é só para mais tarde). Se fez tudo isto, assinalou na noite de Santo António a sua sentença de solteira!

Pode ter acontecido que tenha encontrado o seu príncipe encantado nesta noite, mas por esta altura já você deve estar numa dúvida tempestiva: se ele continua a ser príncipe ou se virou um sapo com sabor a sardinhas.

  • Primeiro: ele até parecia ser bem divertido naquela noite (pudera, com as ‘bejecas’ que já lhe tinham passado pelo estreito), e agora está um chato de primeira.
  • Segundo: ele estava vestido agradavelmente, mas agora você veio a constatar que a cor preferida dele é o laranja (que horror!).
  • Terceiro: o telemóvel dele naquela noite tocou uma vez (ele disse-lhe que era a mãe preocupada), e agora é um vai vem de chamadas e mensagens. Ao que parece agora é a tia, a avó, a mãe, a vizinha, e uma carrada de primas. Que grande família! (Abra os olhos, e dê-lhe um par de patins!)

Santo António – Santo casamenteiro

O Santo António também tem direito a pregar-lhe umas partidas, não acha? Ou será que as coisas estavam tão claras e você simplesmente cegou por instantes? Para a próxima noite de Santos Populares siga as minhas humildes dicas: não pense que só porque alguém se meteu consigo é um sinal do Santo António a querer dizer-lhe que ele é a sua cara metade (deixe- se de ilusões que isto não é o conto da Cinderela).

Além do mais, se ele não tiver a mínima classe a comer sardinhas, esqueça-o! (Já imaginou ele todo sujo a dar-lhe um beijo, depois de ter acariciado com o máximo prazer aquela sardinha?) Ó minhas amigas, um homem que não tem classe a comer é um prenúncio do resto, não acha? Não acredite em todas as baboseiras que ele lhe diga. Criador de cavalos? Herdade no Alentejo?

Pois, pois, isso é mas é um sinal dos muitos filmes de cowboys que ele anda a ver! Quando realmente se tem algo de material não se precisa andar a contar a meio mundo! Ah, e quando estiverem a dançar, se a mão dele deslizar subtilmente pelo seu corpo, não tenha problemas em levantar o joelho e fazer aquele truque ‘maravilhoso’ para o qual os homens não têm defesa. Dizem que resulta que nem ginja!

Atenção ao outfit

Não abuse da indumentária para as noites dos santos! Você sabe que vai querer dançar até tarde (até muito tarde!), e caso leve uns saltos exageradamente altos o mais certo é nem aguentar uma hora. Claro que pode sempre pedir a alguém que lhe faça umas massagens.

É um truque um pouco antigo, mas nenhum cavalheiro vai querer vê-la dorida ou com dificuldades ao andar (babosos como eles são não lhe podem tirar bem as medidas se tiver sentada). Se abusar nos tamanhos reduzido dos tops ou saias prepare-se para ver um monte de abutres, sem asas, à sua volta.

Não é propriamente pela beleza da roupinha, mas sim pelos 2 tamanhos abaixo do seu que está a usar! É certo que pode ser uma táctica para arranjar namorado, mas pode ser um método muito arriscado se tivermos em conta as intenções do menino! Tanta curva à mostra pode trazer-lhe à mente apenas um ideia, (sexo, pois claro)!

. pub .

O importante é divertir-se

O importante é divertir-se bastante, passar momentos agradáveis na companhia dos seus amigos, e não exagerar no álcool. Você sabe (se não sabe devia saber) que nem sempre o excesso de álcool trás as melhores consequências. O que hoje parecia ser um romance, amanhã poderá ser um autêntico filme de terror! E, se o seu namorado não a pediu em casamento pode ser que esta ainda não seja a hora. Provavelmente, ele está só a ser sensato (ou então está mesmo a fugir da situação , mas pronto!).

Se ainda não foi agora que encontrou a sua cara metade, não desespere! A próxima noite de Santo António é já daqui a um ano, mas até lá quem sabe não se depara com um novo amor (a cheirar menos a sardinhas). Afinal, o tempo para o amor somos nós mesmos que o estipulamos, com ou sem Santo António!

antónio

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]
Exit mobile version