Inicio Lazer Fora de Casa FIA – Feira Internacional de Artesanato

FIA – Feira Internacional de Artesanato

FIA -Feira Internacional de Artesanato
FIA -Feira Internacional de Artesanato

Termina amanhã a Feira Internacional de Artesanato a decorrer na FIL, Parque das Nações. ‘O Culto, a Festa e o Quotidiano’ é o tema da 14ª Feira Internacional de Artesanato 2001.

A 14ª edição da Feira Internacional de Artesanato teve o seu inicio no dia 30 de Junho, encerrando amanhã as suas portas. ‘O Culto, a Festa e o Quotidiano’ foi o tema escolhido para mais uma edição da feira, enquadrando-se perfeitamente para o evento, uma vez que estes três conceitos têm constituído desde sempre fontes de inspiração para os artesãos e suas peças.

Partindo deste tema, a Feira Internacional de Artesanato tem presente até amanhã uma mostra bastante ampla desse imaginário, nomeadamente de Artesanato Tradicional e de Artesanato Contemporâneo. Assim, estes dias foram marcados com muitas iniciativas: o Prémio Nacional de Artesanato, a ‘Exposição Cultos’, sob o tema ‘O mistério e o maravilhoso no artesanato português’, o já tradicional festival de gastronomia, ou grupos de danças e cantares.

No ano passado a Feira Internacional de Artesanato registou cerca de 93 mil entradas, número que este ano se espera vir a conseguir superar. De realçar que a organização da Feira Internacional de Lisboa está a cargo da Associação Industrial Portuguesa/Feira Internacional de Lisboa, mas o Instituto do Emprego e Formação Profissional colabora também neste evento através do apoio prestado a todos os Artesãos do país que participam nesta iniciativa.

Na categoria de Artesanato Tradicional o primeiro prémio foi atribuído a Manuel Gonçalves Macedo, com a peça “Desfolhada Minhota”. As Menções Honrosas foram atribuídas a Francisco Gonçalves, pela peça ” Mesa de Centro”, Isabel Ferreira, pela peça ” Serenância” e aos Irmãos Sequeiros, com a escultura “Santa Maria a Pedir Perdão a Deus”. O primeiro prémio na categoria de Melhor Peça de Artesanato Contemporâneo foi para a Oficina da Terra, com a peça “A Árvore dos Meninos Borboleta”. Distinguidos com Menções Honrosas foram também Carlos Alberto Neto Correia, com a peça “Triptíco”, e ainda José Ramalho com “Árvore”.

Pretendendo contribuir para a valorização social e profissional dos artesãos aqui presentes, a Feira Internacional de Lisboa contou ainda com um vasto conjunto de manifestações paralelas durante estes quase nove dias. Da animação permanente, o destaque vai para a “Exposição Cultus”, subordinada ao tema ” O Mistério e o Maravilhoso no Artesanato Popular Português“. Trata-se de uma exposição de várias peças de cerâmica, figurado, escultura em madeira, escultura em pedra, ex-votos, registos e artes das festas.

Ainda no mesmo espaço, e com a mesma temática, estará também patente o Atelier de Artesão de Culto, composto por nomes como Irmãos Sequeiros (escultores de pedra), Augusto Ferreira (santeiro), Mistério Filho (figurado de Barcelos), Irmãs Flores (figurado de Estremoz), Delfim Sá (figurado minhoto). A destacar também o “Concurso de Imagem FIA Lisboa 2002″. Trata-se de uma exposição de cartazes alusivos à FIA Lisboa 2002, subordinados ao tema ” Mestres Artesãos do Século – artefactos do mundo por mãos portuguesas”.

. pub .

No pavilhão 3 é de referir ainda as já habituais ‘Tasquinhas´, a funcionar das 12h00 às 24h00, e para as quais não é necessário bilhete de entrada no período de almoço até à abertura da feira. Aqui pode saborear inúmeras iguarias como: Rojões à moda de Viana, Ensopado de Robalo, Açorda Alentejana, Caril de Gambas, entre tantos outros pratos. Uma fatia de bolo de banana, trouxas de ovos, tigeladas, rabanadas, ou letria, fazem também as delícias para a sua sobremesa.

A FIA LISBOA ou mais conehcida pela Feira Internacional de Artesanato estará aberta só até amanhã das 15h00 às 24h00, cujo horário é igual ao dia de hoje, Sábado.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]
Exit mobile version