Inicio Blog

Belouras ou bolacho, um dos ingredientes dos rojões à minhota

0
Belouras
Belouras

As belouras, fazem parte integrante da receita dos rojões à moda do Minho, mas pode perfeitamente ser utilizada como acompanhamento de outras pratos de carne ou como entrada ou petisco.

Rojões à moda do Minho, uma receita tradicional minhota

0
Rojões à moda do Minho

Rojões à moda do Minho, uma receita tradicional da cozinha minhota muito apreciada pelos apreciadores da gastronomia portuguesa. Atreva-se a experimentar.

Um dos ingredientes desta receita são as tradicionais Belouras, bolacho, farinhato, piloco ou bica conhecido por todas estas designações. Saiba como prepará-las.

Saiba como acabar com as olheiras apenas com alguns cuidados

0
Saiba como acabar com as olheiras apenas com alguns cuidados
Saiba como acabar com as olheiras apenas com alguns cuidados

Há pessoas que, por mais que tentem, não conseguem disfarçar as olheiras. Todavia, e se tiver alguns cuidados, quem sabe não possa atenuar um bocado a situação?

Como acabar com as olheiras

Levanta-se de manhã, lava a cara, e olha-se ao espelho. De repente, lá estão elas outra vez: escuras, carregadas, a estragar o resto da sua beleza facial.

O que fazer então?

Coloca-se um corrector e disfarçam-se, mas com o passar do tempo esta pode já não ser a melhor solução!

A zona dos olhos é extremamente sensível. Hoje em dia, as pessoas já começam a ter muitos cuidados com a sua pele, mas a zona dos olhos não é ainda uma das prioridades para muitas pessoas. O creme de rosto é o mesmo que o da zona dos olhos, e julga-se que assim se dissimula o problema. Errado!

Porque aparecem as olheiras?

A zona em redor dos olhos precisa de um creme somente para esse efeito, e necessita também de cuidados especiais. Na realidade, a explicação para o aparecimento de olheiras é muito simples – por causa da ampla concentração de melanina, o pigmento que dá cor à pele, ou então devido ao inchaço dos vasos.

Qualquer um destes motivos é suficiente para começar a notar olheiras, mas se ambas as situações se verificarem é natural que haja uma maior incidência da presença das mesmas. Ainda que não haja um método eficaz que permita removê-las na totalidade, existem sempre alguns cuidados ou o uso de determinados cremes que disfarçam um pouco mais o problema.

Fatores que levam ao seu aparecimento

Qualidade e duração do sono

O facto de não dormir bem pode ser o ponto de partida para que as olheiras comecem a dar sinais da sua presença. Além de dormir o número de horas recomendado, cerca de 8, convém ainda que o sono seja o mais descansado possível. Antes de ir dormir, ou pela manhã, utilize um bom creme específico para esta zona que pode ser também muito útil.

Será igualmente produtivo se colocar duas rodelas de pepino sobre os olhos para reparar os danos da noite anterior ou, simplesmente, para lhes dar um melhor aspecto!

Todavia, não é só com um creme que a situação se resolve, até porque não há nenhum produto 100% eficaz nesta matéria.

O fator stress e ansiedade

O acumular de stress e a ansiedade não são bons aliados das olheiras, por isso evite-os a todo o custo. Para tentar descontrair pode sempre realizar algum exercício físico! Faz bem à saúde e no final vai sentir-se muito melhor!

Fator alimentação

A alimentação é também muito importante para garantir a beleza da sua pele. Evitar ambientes poluídos, álcool ou tabaco, são também algumas das medidas que prometem trazer vantagens para as suas olheiras.

Cuidados com o sol

Ter o máximo cuidado com o sol, até porque a zona dos olhos é muito sensível, é igualmente um aspecto importante e a ter em conta.

Tratar das olheiras é algo para o qual não existe uma solução eficaz e irreversível, mas com pequenos cuidados certamente registará alguns progressos ou, pelo menos, não constatará um avanço da situação neste sentido. Cuide se si e sorria para a vida com um novo olhar!

Deixar o cão em casa de amigos ou num hotel para cães

0
Hotel para cães

Muitas das vezes, porém, mesmo que nos custe, não podemos levar o nosso amigo connosco. Nesse caso o melhor é recorrer à ajuda de um amigo para cuidar dele, ou um vizinho que ele conheça bem e de quem goste, só em último caso deve deixá-lo com estranhos num canil ou num hotel para cães.

Deixe os contactos do veterinário, a lista dos possíveis problemas ou da medicamentação que possa estar a receber e os objectos que lhe são familiares.

Hotel para cães

Se nenhuma destas soluções é para si, recorra aos canis ou a um hotel, mas antes visite-o e tome muita atenção às condições de higiene, tratamento e cuidados. Pense por um minuto se fosse ele, não gostaria de ficar bem instalado, ainda por cima se vai ficar longe da família de que gosta?

Reações do seu cão quando está longe da família

Neste caso é preciso ter em conta as reacções de ansiedade por que o animal vai passar e deixar o seu amigo preparado para lidar com isso.

Por vezes este tipo de comportamento também se manifesta na ausência de apenas um dos donos, como forma de chamar sobre si a atenção do outro.

A vida agitada que não permite muito tempo para brincadeiras também é outro dos factores de stress para o animal, porque não recebe toda a atenção que pretende.

Alguns dos comportamentos típicos passam por mastigar, arranhar e destruir os objectos domésticos e pessoais, urinar e defecar em locais inaceitáveis para os donos, recusa da comida e exagero das saudações quando vê o dono.

A melhor forma de lidar com este tipo de situações passa por uma enorme paciência e muito carinho.

É preciso que ele se adapte a ficar só durante alguns minutos e depois aumentando o tempo gradualmente e não deve estimular os comportamentos ansiosos aquando do seu regresso a casa.

Apenas deve falar com ele quando estiver calmo e aí recompensá-lo. A medicação apenas deve ser feita com ordem expressa do veterinário e pelo tempo que lhe indicar.

E goze as suas férias com toda a família em que o seu animal também se inclui.

Saiba qual é o problema emocional que está associado á sua doença

0
Saiba qual é o problema emocional que está associado á sua doença

Em muitas situações, o início de uma determinada doença é motivado a partir de problemas emocionais. é nesses distúrbios emocionais que se encontra a verdadeira causa da doença! Conheça-os!

Por alguma coisa nos é dito para mantermos sempre o nosso equilíbrio emocional. Este conselho não é apenas mais uma expressão fruto de conversa fiada, mas sim uma indicação que qualquer ser humano deve respeitar. O facto de não estarmos equilibrados a 100% do ponto de vista emocional, poderá originar alguns problemas a nível orgânico ou corporal – daí aquela dor de garganta ou de dentes!

Estar sempre insatisfeita com a vida, rodeada de problemas, e levando a vida com uma grande dose de negativismo, sem tão pouco adoptar uma posição mais neutra, é o ponto de partida para que as doenças no corpo possam manifestar-se. Na realidade, e se pensar bem, somos nós os verdadeiros causadores do aparecimento de determinadas doenças, motivadas a partir de uma má conduta da nossa parte.

Deste modo, talvez não seja por acaso que não consegue ver-se livre dessa alergia, gastrite ou obesidade. A verdade é que a cada problema do nosso corpo está relacionado um determinado desequilíbrio emocional, forma de agir, ou modo de encarar problemas.

Fique desde já a saber, e a compreender, o porquê de alguns problemas e doenças surgirem, mesmo que para eles você não encontre explicação aparente:

  • Alergias – aparecem nas pessoas que se irritam com tudo e todos ao seu redor, mesmo com as atitudes mais insignificantes.
  • Anemia – falta de confiança em si mesmo
  • Asma – complexo de culpa, raiva, frustração
  • Bexiga – os problemas de bexiga são um sinal de que a pessoa tem tendência a guardar as dores e problemas para si mesma.
  • Bulimia – ódio profundo em relação à sua pessoa
  • Coluna – os problemas de coluna surgem em pessoas que gostam de fazer tudo sozinhas, não solicitando nunca a ajuda de ninguém
  • Dentes – os problemas nos dentes são sinónimo de atritos com/na família. Se você é a pessoa responsável pela família, talvez esteja a dar demais de si mesma, mas se você é apenas um membro comum, sem funções acrescidas, é provável que a sua família esteja a passar por um período controverso.
  • Fígado – pessoas que têm tendência a guardar os ódios, rancor e raiva dos outros para dentro de si mesmas
  • Garganta – medo de se exprimir oralmente, frustrações, e receio das mudanças
  • Gordura localizada – pessoas que nunca tiveram o carinho e amor necessário por parte da mãe quando eram crianças. Esta carência está no seu íntimo mais profundo.
  • Mãos – problemas nas mãos é sinal de que a pessoa não gosta de gastar dinheiro.
  • Obesidade – insegurança
  • Pés-  pessoas que sentem ter uma grande dificuldade em conseguir que os outros aceitem a sua opinião, mas é também um sinal de que a pessoa não se compreende a ela própria
  • Pescoço – pessoas extremamente teimosas e inflexíveis
  • Varizes – pessoas que exigem que tudo tenha que ser feito à sua maneira e vontade

Agora é bem mais fácil perceber o motivo de determinado problema emocional não desaparecer. Sugerimos-lhe que modere um pouco a sua personalidade e seja mais equilibrada!

17 dicas caseiras de beleza que vai querer conhecer

0
Dicas caseiras de beleza

Gema de ovo, maçã, alface ou tomate são apenas alguns dos ingredientes que lhe permitem alcançar a beleza facilmente, sem sair de casa. Leia atentamente as nossas dicas caseiras de beleza.

A beleza da sua pele é fundamental para se sentir bem. Não tem tempo para cuidar dela devidamente, e por isso gasta rios de dinheiro em produtos e cremes de beleza. Bem mais fácil e económico do que possa pensar, o que é certo é que em sua casa pode realizar máscaras de beleza, a partir de alimentos que diariamente consome.

Dicas caseiras de beleza

Comecemos então por um banal peeling caseiro, que substitui perfeitamente aquele que você costuma usar e que lhe leva logo uma boa parte do montante correspondente a um dia de trabalho.

Como fazer um peeling caseiro para o seu rosto

  • Junte água da torneira com açúcar e aplique-a posteriormente no rosto, fazendo pequenas massagens. De seguida, aplique o seu creme hidratante e sinta-se como nova.
  • A aveia e a água também são outra boa alternativa. Faça uma pasta com esta mistura e coloque-a no rosto, deixando-a permanecer sobre a pele ate ficar seca. Depois utilize os dedos para retirá-la, ao mesmo tempo que executa pequenas massagens. Pode utilizar esta mistura para o rosto, pés, cotovelos e joelhos.
  • A mistura de azeite e vinagre, e a devida aplicação no rosto, é também muito produtiva. Após alguns minutos, deve friccionar a pele do rosto para retirar a pele morta.

Banho de rejuvenescimento

Os tecidos do seu corpo precisam de ser reanimados e para tal, nada melhor que colocar na água do banho 250 gramas de sal marinho grosso.

Banho de emagrecimento

Se o seu problema é uma questão de emagrecimento, coloque um quilo de sal na água do banho. Todavia deve ter cuidado, pois nem toda a gente pode utilizar o sal para emagrecer, especialmente se tiver problemas cardíacos.

Como fazer uma máscara caseira para peles oleosas

Se a sua pele do rosto é oleosa aproveite para ralar uma maçã ou duas, colocando o puré no rosto. Deixe-se estar assim algum tempo e depois retire a aplicação com água.

Como fazer um desmaquilhante caseiro

  • O seu desmaquilhante acabou ontem e você esqueceu-se de comprar outro. Não se preocupe e faça o seguinte: utilize óleo, mel ou leite gordo para desmaquilhar e depois basta apenas passar por água. A sua pele ficará incrivelmente limpa.
  • Uma simples batata ralada e cozida em leite pode fazer maravilhas, ao ser aplicada na sua pele. Este método limpa-lhe a pele e refresca-a em profundidade.

Como fazer uma máscara para o tratamento do acne e borbulhas

A sua pele está coberta de borbulhas e acne. Pois bem, uma solução caseira é aplicar um algodão embebido em leite morno, de manhã e à noite.

Como fazer uma máscara para as rugas

  • Mas, se o seu problema é o aparecimento de rugas pode fazer uma máscara de ovo, que atenuará as rugas e libertará a oleosidade da sua pele.
  • As máscaras de polpa de melão ou a cozedura de folhas de espinafre, misturadas com um pouco de leite, conferem um excelente efeito para a sua pele se manter saudável e brilhante.
  • Se quer optar por afastar essas rugas, que teimam em aparecer, pode recorrer a sumo de laranja espremido no seu rosto.

Tratamento caseiro para o cabelo

Para o seu cabelo nada melhor do que chá concentrado, que deverá aplicar em lavagens alternadas.

Tratamento caseiro para atenuar as olheiras

Os saquinhos de chá humedecidos nos seus olhos também fazem milagres, caso tenha muitas olheiras.

Como hidratar os seus pés

Para os pés, a solução caseira encontrada pode ser massajá-los com canela em pó e mel, e assim ficarão muito mais macios.

Como hidratar as peles secas do rosto

Um batido de banana com mel é outro recurso para a pele, mas desta vez para combater peles secas.

Encha o seu frigorífico com estes alimentos, pois para além de serem recomendados na sua alimentação, estes podem vir a fazer milagres em momentos de maior aperto. Afinal, nunca se sabe quando o creme ou o hidratante podem acabar.

Migas de feijão frade com couve portuguesa

0
MIgas de feijão frade com couve portuguesa
MIgas de feijão frade com couve portuguesa

As migas são um prato tradicional da região do Alentejo, no entanto, já existem várias versões de Norte a Sul do país. Estas Migas de feijão frade com couve portuguesa são fantásticas e fáceis de preparar!

Cocada simples, receita tradicional vinda do Brasil

0
Como fazer cocadas - cocada simples
Como fazer cocadas - cocada simples

A cocada é um doce com raízes africanas, no entanto é no Brasil que é muito apreciado e produzido. Foi trazida e ganhou fama entre os escravos, que tinham os ingredientes em grandes quantidades, já que muitos trabalhavam em lavouras de cana de açúcar.

A sua receita com o tempo foi modificada, até chegar á receita da cocada que todos apreciamos nos dias de hoje. Não perca esta deliciosa receita de cocada simples para fazer as delícias dos seus amigos e família.

Brigadeiro, a receita original brasileira

0
Brigadeiro, a receita original brasileira
Brigadeiro, a receita original brasileira

O brigadeiro é um doce tipicamente brasileiro, inventado no Brasil, sem interferência externa.

O brigadeiro é a sobremesa mais amada em todo o Brasil. Não há uma região em que ela não esteja presente, seja em aniversário de crianças ou até mesmo em casamentos. O brigadeiro já se tornou tradição em datas festivas e até fora delas.

Conheça agora a receita desta verdadeira maravilha.

Sangria de frutos vermelhos

0
Sangria de frutos vermelhos
Sangria de frutos vermelhos

Sangria de frutos vermelhos, uma das bebidas mais refrescantes e deliciosas que não deixam ninguém indiferente. Prepare-a durante todo o ano e delicie-se.

Fique agora a conhecer a receita, se gostar partilhe com todas as suas amigas.

Sardinhas assadas com salada de tomate e pimentos

0
Sardinhas assadas com salada de tomate e pimentos
Sardinhas assadas com salada de tomate e pimentos

As sardinhas assadas são um dos pratos mais típicos de arraiais e festas populares em Lisboa. O cheiro inconfundível da sardinha assada, é característico de qualquer festa de verão.

Saiba como pode preparar uma refeição de sardinhas assadas para si e para os seus amigos.
Aconselhamos que escolha um local no exterior da sua casa para montar o grelhador e não deixar a sua casa com um cheiro muito intenso a peixe assado.

Conheça melhor as 7 espécies de orquídeas

0
Espécies de Orquídeas
Espécies de Orquídeas

Existem milhares de espécies de Orquídeas espalhadas por todo o mundo. Cada uma têm a sua particularidade, o seu habitat peculiar e as suas exigências. Algumas espécies são mais fáceis de manter e florir, mas também existem algumas que quase levam ao desespero os amantes de flores com menos paciência.

As orquídeas provêm habitualmente das florestas tropicais húmidas, mas actualmente encontram-se espalhadas por todo o mundo, sendo que muitas são criadas totalmente em estufas, uma vez que a sua captura nos locais de origem encontra-se proibida por lei.

Existem 7 espécies de orquídeas:

  1. Cymbidium,
  2. Dendrobium,
  3. Ludisias,
  4. Miltonia,
  5. Paphiopedilum,
  6. Phalaenopsis,
  7. Sobralias e estas dividem-se em sub-grupos.

Cymbidium

Em Portugal as mais fáceis de encontrar são as Cymbidium, que existem em várias cores e tamanhos e dependendo da raridade espécie, da quantidade de bolbos no vaso e das condições da planta. Nas zonas mais a sul de Portugal, podem mesmo ficar na rua durante todo o ano, embora seja necessária alguma protecção contra as geadas.

Não necessitam de sol directo e o vaso deve ter um bom sistema de drenagem para que os bolbos e raízes não apodreçam.

Dendrobium

A Dendrobium é uma orquídea completamente diferente, porque não possui bolbos nem grandes folhas carnudas.

Ludisias

A espécie Ludisias é originária da Indonésia e tem um aspecto diferente das que normalmente se conhecem. Os troncos são carnudos e ligeiramente torcidos e as folhas são aveludadas, de cor verde escura com listas púrpura, podendo a planta atingir cerca de 25 cm.

Miltonia

A Miltonia é uma orquídea de fácil manutenção e floração, necessitando apenas de uma temperatura nunca inferior a 13ºC e vasos que permitam o arejamento natural das raízes. As cores que predominam, entre outras mais raras, são os rosas fortes, vermelhos e castanhos-avermelhados.

Paphiopedilum

A Paphiopedilum é também uma planta de fácil manutenção e em Portugal que pode mesmo ser mantida no exterior nos meses de temperaturas mais amenas, mas não deve ser exposta à chuva. Por isso também não a deve regar muito, sendo preferível regá-la num prato por debaixo do vaso.

Phalaenopsis

Sem bolbos, a Phalaenopsis conta com pares de duas folhas largas e carnudas em camadas sucessivas que são substituídas por novas. Do tronco pode surgir um número de flores muito variável.

Sobralias

Os finos pés da Sobralias podem atingir uma altura de 50 cm e são parecidas com uma pequena cana, mantendo as folhas verdes todo o ano. Não necessita de cuidados especiais e deve ser regada normalmente, excepto no período de Inverno, de Novembro a Abril, altura em que está em repouso e que se deve regar apenas o suficiente para a manter viva.

De Abril a Julho é o período que necessita de mais atenção na alimentação e rega, porque as flores estão prestes a nascer. No Verão, deve regar-se bastante, porque é o período de crescimento da planta.

Já sabe, então, as opções que tem em relação à orquídea mas terá de se munir de muita paciência porque algumas das espécies demoram mais de cinco anos a dar a primeira flor.

Não perca a lenda da orquídea.

Peixinhos da horta, um aperitivo típico português

0
Albardar - peixinhos da horta
Albardar - peixinhos da horta

Um prato tipicamente português, os peixinhos da horta, podem ser considerados como uma receita ovolactovegetariana deliciosa, com um sabor irresistível, muito apreciada como entrada ou snack para servir em casa ou em festas.

Fotografar Lisboa, e deixe-se seduzir pela fotografia

0
Fotografar o Verão em Lisboa, e deixe-se seduzir pela fotografia
Fotografar o Verão em Lisboa, e deixe-se seduzir pela fotografia

A fotografia é um momento eterno no tempo. È ela a mais fiel testemunha de um instante ou memória. Por isso, aproveite a oportunidade e comece hoje mesmo a fotografar Lisboa.

Fotografar Lisboa

A paisagem resplandece de beleza, sedução, brilho, quase como que a pedir que a imortalizemos no tempo. Por isso, amantes de fotografia ou não, escolhem este período para se dedicarem a captar pormenores e imagens que querem um dia, mais tarde, recordar, como diria um slogan publicitário. Mas, será a fotografia uma paixão recente? Quais os avanços de que ela tem vindo a ser alvo? Poderá a fotografia tornar-se ainda mais bela?

História da fotografia

A câmara escura poder-se-á dizer que foi o ponto de partida para aquilo que hoje conhecemos como sendo a fotografia, a captação de uma qualquer realidade. Há quem atribua a descoberta ao chinês Mo Tzu, mas Aristóteles é também um nome provável na sua descoberta.

Segundo estudiosos do tema, Aristóteles apercebeu-se que a imagem do sol, num eclipse parcial, projectava-se no chão. Mas, esta imagem provinha a partir da passagem dos raios de sol pelo orifício entre folhas de plátano. Desde essa descoberta até à câmara escura seria apenas um passo!

Quanto mais pequeno fosse o orifício, mas nítida era a imagem. Era esta lógica da câmara escura que começaria a ser utilizada por sábios para contemplarem os eclipses solares, método através da qual não feriam os olhos. A sua primeira utilização ocorreu em Constantinopla, no século XI, exactamente com o intuito de observar um eclipse solar.

Por volta do século XIV, começou-se a recorrer à câmara escura como um complemento da pintura e do desenho. Uma divisão da casa com um orifício de um lado e uma parede branca à sua frente era a base deste método. Do lado de fora da divisão, quando o objecto era colocado diante do orifício, a imagem era projetada de forma invertida na parede pintada de branco.

Mais tarde, em meados do século XVII, foi inventado um método com os mesmos objectivos mas já transportável, permitindo ao desenhador ou pintor movimentar-se à vontade. Anos depois, começaria a ser utilizada uma câmara escura com um espelho que servia para redireccionar a imagem, e que facilitava muito mais o trabalho.

Desde a câmara escura em forma de livro, tenda, ou tipo caixão, muitas foram as inovações até que se chegou à forma de gravar no papel as imagens que a câmara escura permitia descortinar, sem recorrer à ajuda do desenhador. Posteriormente, em 1826, seria Niépce que faria nascer a primeira fotografia do mundo, após cobrir betume branco da Judéia numa placa de estanho e colocá-la na câmara escura.

Ainda que este invento não tenha sido reconhecido com a importância devida naquela altura, esta fotografia seria considerada a primeiro do mundo. Com o passar dos tempos as invenções e os avanços foram-se registando: no ano de 1888, por exemplo, Eastman produzia a Kodak n.1, sendo só no século XX que se assinalariam os verdadeiros progressos da fotografia na forma como actualmente a concebemos. Fotografar tornou-se a paixão de muitas pessoas, e os amantes da imagem estática parecem florir cada vez mais, dadas as inovações associadas a este registo eterno no tempo.

Pode fotografar o que quiser, quando entender, de noite ou dia, destacando este ou aquele pormenor, conferindo a determinados aspectos da imagem uma importância relevante. Você é o inventor da sua própria imagem!

Hoje conhecem-se imagens verdadeiramente fabulosas reproduzidas em fotografias, captando emoções, sentimentos e realidades distintas. E, para os amantes da fotografia, o Verão é uma das alturas preferidas, momento no qual a beleza do tempo ajuda à mística da imagem.

Por causa da paixão pela fotografia, visite o Jardim do Príncipe Real, o Jardim Botânico, Jardim das Amoreiras, Jardim da Estrela, entre outros locais de particular interesse.

Reúna um grupo de amigos e atreva-se a desafiá-los para fotografar Lisboa.  Um momento a assinalar a todos os amantes da fotografia!

Conheça 8 mitos ou verdades sobre o corpo humano

0
8 Mitos ou verdades sobre o corpo humano
8 Mitos ou verdades sobre o corpo humano

É comum ouvirmos várias opiniões sobre o corpo humano. Mas qual delas é verdade? Até onde você pode acreditar? Conheça o que são mitos ou verdades!

Crescemos ouvindo muitas coisas curiosas ou não e a respeito do corpo humano não é diferente. Mas até onde acreditar no que as pessoas falam? Será verdade ou não o que ouvimos nos boatos populares? Veja aqui o que são mitos ou verdades sobre o corpo humano.

Mitos ou verdades

Você já deve ter ouvido algo sobre o nosso corpo que não conseguiu acreditar, não é mesmo? Saiba aqui o que é mito ou verdade sobre as afirmações mais comuns que ouvimos.

1. Cheiro de “velho”

Será mesmo que existe cheiro de pessoa velha? Isso é verdade, já que os hormônios liberam odores conforme nossa idade. Mas atenção! Existe também cheiro de juventude, bebê, meia-idade, entre outras fases da vida. Então, se você ouvir alguém dizer que fulano está “cheirando a velho”, saiba que está mesmo.

2. Vai chover, pois estou com dor nas articulações

Já pensou as pessoas conseguirem prever o tempo ao sentir dores nas articulações? Saiba que isso é possível, mas não 100% confiável. Isso acontece porque antes do tempo mudar para chuva, há uma mudança na pressão atmosférica, fazendo com que algumas partes do corpo fiquem mais sensíveis. O mesmo ocorre quando você ouve alguém afirmar que vai chover por sentir dor em uma cicatriz cirúrgica, por exemplo.

3. Prenda a respiração para parar de soluçar

Quantas vezes você já não disse ou ouviu alguém dizer para prender a respiração para não soluçar mais? De fato isso é verdade, já que, ao parar de respirar por segundos, o nosso corpo não suga o ar rapidamente, parando assim o soluço.

4. Temperatura feminina é menor do que a masculina

Isso é mito, uma vez que a temperatura corporal é igual para ambos os sexos. O fato de sentir ou não mais frio está ligado à quantidade de concentração de gordura corporal.

5. Bocejar mantém o cérebro acordado

Quando bocejamos, deixamos entrar ar e se ele estiver frio, ajuda a despertar o cérebro. Portanto, ao bocejar combatemos sim o sono.

6. Ler para bebês ajuda seu desenvolvimento cerebral

É fato que ler para bebês e crianças ajuda no desenvolvimento cerebral, já que seu vocabulário aprendido é mais enriquecido.

7. A neve é pior para os olhos do que a praia

Fato! Já que a luz refletida na neve é maior e isso pode aumentar os riscos de queimadura na córnea.

8. Ler em ambiente mais escuro prejudica a visão

Um mito muito comum e o fato de ler em ambientes mais escuros ou mesmo em frente à tela do computador não fará com que você tenha que usar óculos de grau. É fato que essas condições exigem um esforço maior de seus olhos e eles vão se cansar mais, porém, em curto tempo voltará ao normal.

Você conhece mais mitos ou verdades sobre o corpo humano? Então, aproveita para nos mostrar. E lembre-se: para você cuidar melhor do seu corpo, contrate um bom plano de saúde, já que depender do atendimento público pode agravar qualquer problema em seu corpo.

Dia Nacional do Dador de Sangue, comemora-se a 27 de Março

0
Dia Nacional do Dador de Sangue
Dia Nacional do Dador de Sangue

Dar sangue é fundamental! Ainda que nem todas as pessoas possam ser submetidas a este processo, é imprescindível que os portugueses percebam a importância deste gesto nem que seja só uma vez por ano, no Dia Nacional do Dador de Sangue.

O Dia Nacional do Dador de Sangue é comemorado a 27 de Março, sob a forte esperança que brevemente possamos ter uma consciência mais direccionada para iniciativas deste âmbito. Dar sangue é extremamente importante!

Nem sempre há sangue suficiente para se realizar um transplante, e a sua ajuda é preponderante para salvar a vida de mais uma pessoa.

O dador de sangue deve ser uma pessoa cujo único objectivo com o seu acto seja apenas ajudar, sem qualquer recompensa material ou monetária.

Dia Nacional do Dador de Sangue

O objectivo é apenas uma causa humanitária e que contribui para a saúde e ajuda de todos os doentes em condições necessitadas de receber sangue. Dar sangue não é complicado e requer apenas algum tempo disponível da parte do dador.

O dador de sangue oferece ao doente cerca de 350 a 400 ml de sangue de cada vez, sabendo que para dar sangue terá que ter, no mínimo, um peso de 50 kg.

O dador de sangue terá que ter mais de 18 anos e menos de 65, e só é considerado dador habitual se der sangue, no mínimo, duas vezes por ano. O sangue pode ser fornecido por homens ou mulheres, independentemente de qualquer outro factor que não esteja relacionado com um estado de saúde débil.

Felizmente, em Portugal começa já a haver dadores de sangue habituais, embora os números não atinjam ainda aquilo que seria considerado o ideal. Para que as pessoas estejam mais elucidadas acerca dos componentes que constituem o sangue, fique pois a saber que o sangue é constituído pelo plasma, eritrócitos, leucócitos e plaquetas.

O plasma é um líquido amarelo claro, com um odor doce e razoavelmente pegajoso, com quantidades elevadas de substâncias já dissolvidas, desde açúcar, hormonas, entre tantas outras. Já os eritrócitos, os denominados glóbulos vermelhos, são células vermelhas que levam o organismo e o dióxido de carbono para diversas zonas.

Há ainda as plaquetas que são responsáveis, até certo ponto, pela coagulação do sangue, e os leucócitos, os chamados glóbulos brancos, as células que têm a seu cargo lutarem contra doenças ou outros corpos estranhos que se instalem no nosso organismo.

Por causa dos seus constituintes é primordial que sejam realizadas análises com alguma frequência, para se ter a certeza que as coisas estão a funcionar plenamente. O dador de sangue tem que ser sujeito a um exame de sangue para ver se tudo está em ordem, não vá fornecer, inconscientemente, sangue com graves problemas ou ser portador de alguma doença. Daí que, a prevenção seja fundamental!

Dar sangue devia deixar de ser uma coisa ocasional, para passar a ser um hábito da população portuguesa. Quem sabe assim não se conseguissem salvar mais vidas e diminuir a taxa de mortalidade em Portugal, aumentando também a de esperança de vida.

Os mitos que se criaram à volta de dar sangue são, em muitos casos, falsos. Naturalmente que a pessoa se poderá sentir um pouco fraca de início, mas isso é apenas por breves momentos. Não se esqueça que se deu sangue é porque lhe diagnosticaram capacidades para tal.

Vá descontraída, calma, e verá que tudo correrá bem. Não se esqueça que pode salvar mais uma vida! Faça-o, começando hoje mesmo e daqui para a frente, oferecendo sorrisos de felicidade a muitas famílias. Dê Sangue!

Sericaia com ameixas de Elvas

0
Receita de sericaia
Receita de sericaia

Um doce conventual da região do Alentejo, a sericaia tradicionalmente cozida e servida em pratos de barro, sempre acompanhada da compota de ameixas de Elvas (Ameixas Rainha Cláudia) uma presença obrigatória na gastronomia alentejana.

Compota de ameixa Rainha Cláudia ou ameixas de Elvas

0
Compota de ameixa Rainha Cláudia com sericaia
Compota de ameixa Rainha Cláudia com sericaia

Saiba como pode preparar aquela maravilhosa Compota de Ameixa Rainha Cláudia, também conhecida por muitos por ameixas de Elvas, que tão bem acompanha uma deliciosa fatia de Sericaia, uma sobremesa tipica alentejana que não pode deixar de provar.

Assado de peixe de rio á alentejana

0
Receita de assado de peixe de rio
Receita de assado de peixe de rio

Seleccione o seu peixe de rio preferido e prepare este maravilhoso assado de peixe á moda do alentejo. Acompanhe com legumes grelhados ou uma salada e Bom Apetite!

Coelho assado no forno com alecrim

0
Receita de coelho assado no forno
Receita de coelho assado no forno

Um prato mítico para os apreciadores de caça, o coelho assado no forno marinado com ervas aromáticas proporcionam-lhe uma combinação única. Experimente e partilhe a receita.

Migas com carne de porco

0
Receita de Migas com lombinho de porco á moda do alentejo
Receita de Migas com lombinho de porco á moda do alentejo

As migas feitas á moda de Portalegre, esta receita de migas de carne de porco, certamente que irão despertar os sabores da cozinha alentejana.

Migas de espargos com lombinhos de porco preto grelhados

0
Receita de migas de espargos com lombinhos de porco preto grelhados
Receita de migas de espargos com lombinhos de porco preto grelhados

Uma especialidade da cozinha alentejana é o que esta receita pretende trazer para a sua mesa, nesta receita de Migas de espargos com lombinhos de porco preto grelhados.

Migas com lombinho de porco á moda do alentejo

0
Receita de Migas com lombinho de porco á moda do alentejo
Receita de Migas com lombinho de porco á moda do alentejo

Receita de Migas com lombinho de porco á moda do alentejo, o melhor dos sabores do alentejo neste prato tão típico desta região. Saboreie acompanhado de um bom vinho desta região.

Cozido de grão com abóbora

0
Cozido de grão à alentejana - cozinha tradicional portuguesa
Cozido de grão à alentejana - cozinha tradicional portuguesa

Uma receita típica da gastronomia portuguesa, um prato reconfortante que deve ser servido durante as estações mais frias bem quente. Experimente esta receita de Cozido de grão com abóbora e delicie-se.