Os Pés

0
1176

Caminhar à beira do mar, dar um passeio com amigos, dançar ou correr para apanhar o autocarro, são gestos quase reflexos, em que por vezes nos esquecemos do mais importante e que sustenta esses passos: os pés.

 

Os pés são o suporte do corpo na sua acção locomotiva. Dos 208 ossos do corpo humano, 56 deles estão nos pés. A estrutura dos pés é composta ainda por vários músculos e tendões, dispostos de forma a criar uma série de arcos dinâmicos.

Todo este conjunto é feito para sustentar o nosso peso. Em média, damos cerca de 18 mil passos por dia, e de cada vez que os pés tocam no chão, o impacto corresponde ao dobro do peso do nosso corpo. Por esse factor, os sapatos de salto alto, são os maiores inimigos do pé, causando-lhes deformidades, uma vez que empurram todo o peso do corpo para os dedos, comprometendo, com o passar do tempo, toda a estrutura dos pés. O tipo de calçado que usamos é uma das maiores fontes de problemas para os pés. Criados pela Natureza para caminhar descalços, os imperativos da moda ou o calçado inadequado resultam em problemas dolorosos na estrutura do pé.

Poucas pessoas não devem conhecer o incómodo das bolhas e das feridas, especialmente depois de caminhadas ou ao estrear uns sapatos novos. Isto acontece devido à fricção provocada pelo material dos sapatos e que leva à separação da camada das células, que se enchem de líquido, como forma de proteger os tecidos interiores. O melhor é deixar de usar esses sapatos por algum tempo e levá-los ao sapateiro que os poderá alargar. Manter o calçado limpo e trocar todos os dias é muito importante para manter a saúde dos seus pés.

As calosidades são outro dos problemas que afectam os pés, e não incomodam apenas as pessoas de mais idade, mas também muitos jovens. Tratam-se de partes de pele mais espessa devido a uma distribuição desigual do peso pelo pé.

As unhas encravadas podem ser provocadas por sapatos muito apertados, levando o dedo grande do pé a apertar-se contra o segundo dedo e a formar uma barreira de carne contra a qual a unha vai crescer.

O pé de atleta é uma grave infecção causada por fungos que se desenvolvem quando se caminha por sítios húmidos, como piscinas ou chuveiros comuns. Os sintomas são feridas, comichão e bolhas entre os dedos.

Mais graves são as deformações e anomalias, provocados por doenças, muitas delas genéticas, como os joanetes e o pé-chato. No primeiro caso, tratam-se de bolsas de líquido que se formam sob a pele, nos tecidos que revestem a articulação da base do dedo grande. Este problema é hereditário e costuma passar sempre na linha feminina, de geração em geração .

As pessoas com diabetes têm de tratar com um cuidado redobrado dos pés, porque a maioria das lesões cutâneas surgem nestes membros. Assim, se tiver uma lesão cutânea que dure mais de 48 horas, deve procurar um profissional. Nunca deve andar descalço, nem na praia, nem deve cortar as unhas sem ser numa pedicura e não deve utilizar calçado fechado sem meias.

Para prevenir alguns problemas, nada melhor do que a prevenção. Lave os pés todos os dias com sabonete neutro e seque bem com um pano suave, inclusive entre os dedos. Examine os pés todos os dias e procure a ajuda de um profissional no caso de calos, calosidades e qualquer inflamação ou infecção.

Não se esqueça de que os pés são o suporte de todo o seu corpo, e uns pés apertados ou doloridos, são incómodos que podem afectar o seu dia-a-dia.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]