A origem do chá e o seu modo de preparação

0
1054

O chá chegou à Europa e, desde logo, se tornou uma bebida de eleição. Juntamente com o café, o chá é hoje uma bebida apreciada em todo o mundo. Mas, há muito que ele é conhecido.

A origem do chá

Originário da China, e cultivado nas regiões tropicais e subtropicais da Ásia e da África Oriental, foi primeiro usado pelos chineses como medicamento desde 2700 a.C. e, depois, adoptado como bebida de consumo diário a partir de século III a.C.

O seu cultivo ganhou, então, maior força e o tratamento do chá conheceu uma especial atenção. Deste país, as sementes do chá espalharam-se um pouco por todo o Oriente (Japão, Índia, Sri Lanka) e, com as Descobertas, por todo o mundo. Hoje, os maiores produtores continuam a ser o Sri Lanka, a Formosa e o Japão.

Aliás, é bem conhecido o lugar de importância que esta bebida ocupa neste último país. A cerimónia do chá é uma instituição milenar que nasceu com os monges budistas, como forma de homenagear a beleza do dia-a-dia. Tudo é cuidadosamente preparado – desde a sala (que tem o nome de Cha-shitsu), até aos utensílios e ao modo como se serve o chá. Harmonia, simplicidade e tranquilidade são as palavras-chave desta cerimónia.

Mas não é só no Oriente que o acto de beber chá adquiriu importância… Em Inglaterra é bem conhecido o tradicional “chá das cinco”. A responsável por este hábito? Nada mais nada menos que a portuguesa Catarina de Bragança, casada com o monarca inglês Charles II.

Benefícios do chá

Mas o chá não é, meramente, uma bebida social. As suas qualidades medicinais são bem conhecidas… Esta é uma bebida saudável, rica em vitaminas A, B, C e K e clorofila.

Sem calorias, o chá é diurético e, devido à teína, é ainda um estimulante – uma chávena de chá contém entre 60 a 90 mlg de cafeína. O tanino torna esta bebida digestiva, sendo ainda rica em flúor. Funciona, também, como um auxiliar de beleza.

Finalmente, não nos podemos esquecer das suas propriedades tranquilizantes. É engraçado lembrar que, durante a II Guerra Mundial, os ingleses tomavam chá durante os bombardeamentos para se acalmarem. A procura era tão grande, que o governo teve mesmo de intervir e começar a racionalizar este produto.

A sua fácil preparação também contribuiu para o seu sucesso. Mas existem algumas regras de ouro que convém lembrar.

Como preparar um Chá

De uma maneira geral, começa-se sempre por escaldar o bule e por colocar, no seu interior, as ervas. Deita-se, de seguida, a água quente – esta não deve chegar a ferver pois quanto menos oxigénio tiver, menor será o aroma da bebida.

Aconselha-se, também, o uso de água mineral, de melhor qualidade que a água da torneira. Deixa-se repousar cerca de 5 minutos, ou mais, já que o tempo de infusão varia com o tipo de chá e com o gosto pessoal.

Coa-se, finalmente, as ervas e serve-se acompanhado de leite, açúcar ou limão. Esta é a forma mais tradicional de preparar um chá.

Outros modos de preparar o Chá

  • tisana – deitar-se água a ferver sobre as ervas e deixa-se repousar por 5 minutos, ao fim dos quais se passa a infusão por um coador;
  • maceração – deixa-se as ervas em água fria por 10 a 24 horas.

Cuidados de conservação do Chá

O chá deve, ainda, ser guardado num recipiente em lata ou cerâmica bem fechado, ao abrigo da luz e hermeticamente fechado. Só desta forma se conseguem preservar o sabor e aromas.

A lavagem do bule é também muito importante: este não deve ser lavado com detergentes ou na máquina, mas sim, única e exclusivamente, com água quente.

Hoje, o chá encontra-se à venda sob variadas formas. Talvez a mais prática e com maior sucesso seja o chá em saquetas que, desde os anos 70, invadiram as nossas casas.

Mas há quem aponte a sua falta de qualidade e prefira dirigir-se a lojas especializadas, onde este produto pode ser mais caro mas de uma qualidade muito superior.

Desde os clássicos passando pelas misturas, pelos chás aromatizados ou as infusões de frutos, tudo é possível encontrar. O melhor é mesmo ir experimentado…

Existem vários tipos de chá que se classificam pelo tamanho das folhas, pela região de origem ou pela fermentação.

3 tipos de chá, segundo a sua fermentação:

  • chá fermentado ou preto – com origem em Assam (na Índia), é o mais comum e não tem um sabor amargo. Surge sobre as variantes de folhas partidas (Broken), folhas pequenas (Fannings) ou folhas inteiras;
  • chá não fermentado ou verde – ligeiramente amargo, é originário de países como a China ou o Japão. É o chá mais natur al;-
  • chá semi fermentado – do sul da China e de Taiwan, com sabor fumado. É considerado excelente para a saúde.

Para qualquer altura do dia uma deliciosa chávena de chá é, sem dúvida, uma bebida com origem na China e que veio para ficar.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]